E o melhor ecrã do mundo num smartphone é… Samsung Galaxy Note 7


Por em

Pelo menos é o que diz o site Display Mate, que se especializa em análises a ecrãs. A análise é profunda e completa, mas vamos tentar fazer um resumo para benefício dos leitores da Leak.

A destacar no ecrã de 5,7 polegadas do Galaxy Note 7, é o factor de forma curvo nas laterais. Embora a nossa ideia de ecrãs flexíveis seja de smartphones enrolados no pulso, o ecrã Super AMOLED do Note 7 é perfeitamente flexível.

Isto porque é fabricado em substrato de plástico flexível. Já o Gorilla Glass 5 que o cobre, não.

Para este novo ecrã, a Samsung não se poupou em esforços e introduziu tecnologias que poderão passar despercebidas a análises menos especializadas.

O ecrã possui desde logo um espaço de cor utilizado em televisores 4K, o DCI-P3, 26% mais amplo que a referência Rec. 709 dos ecrãs 2K. Existe igualmente um modo vídeo HD e um sistema de melhoria de vídeo que expande a gama dinâmica de vídeos não HDR.

O que acontece a partir daqui é que o Galaxy Note 7 poderá exibir conteúdos vídeo de ultragrande resolução 4K sem perder demasiada qualidade graças a um ecrã de menor resolução.

A destacar é que é o primeiro smartphone do mundo com sensores de luz ambiente, tanto na frente, quanto na traseira. Com uma luminosidade recorde de 1,000 nits, o Note consegue adaptar melhor e mais rapidamente a luminosidade automática.

Por exemplo, se estamos num quarto escuro apenas com o candeeiro de mesa de cabeceira ligado, um único sensor frontal não avaliará correctamente a luminosidade ambiente. Com o sensor traseiro, o Note ganha melhor percepção da luminosidade real.

Complementarmente, o Samsung Galaxy Note 7 introduz um filtro de luz azul que permite ajustar a gosto os níveis de emissão de luz no espectro azul para melhor experiência de visualização. A luz do espectro azul é, lembramos, mais cansativa para os olhos, e prejudicial para os ritmos do sono quando usamos o smartphone no escuro à noite.

Finalmente, está implementada renderização sub-pixel. Um pixel é geralmente uma unidade tripla com emissores verde, azul e vermelho. No entanto, cada trio é tratado de modo igual. Pelo contrário, o Samsung Galaxy Note 7 trata cada emissor como único, oferecendo uma regulação que equivale a triplicar a resolução de cada pixel, portanto do ecrã.

E um segredo desta disposição de pixéis são os pixéis em forma de diamante. A Samsung dispôs os tripletos RGB em linhas diagonais, onde os azuis e vermelhos são em forma de diamante e os verdes ovais, fruto do encaixe entre os díodos maiores. É uma disposição que permite representar melhor linhas diagonais propensas a serrrilhados.

Portanto, o Display Mate destaca ainda os diversos modos de ecrã que os utilizadores podem seleccionar, conforme estejam em utilização normal ou cinema, por exemplo.

Quando chegamos à performance, o Display Mate descobriu que o Samsung Galaxy Note 7 iguala ou supera os seguintes recordes:

  • Maior luminosidade máxima (1,048 nits)
  • Maior contraste em luz ambiente (228)
  • Maior resolução de ecrã (2560×1440)
  • Melhor rácio de contraste
  • Menor reflect ânsia de ecrã (4.6%)
  • Menor variação de luminosidade ângulo-dependente (21%)
  • Melhoria generalizada face ao Galaxy S7.

Ao juntar a estes resultados os diferentes perfis de cor e modos de super luminosidade mínima, entre outras funcionalidades, o Display Mate considera que o Samsung Galaxy Note 7 tem o melhor ecrã de telemóvel que o site especialista jamais testou.

O artigo, de generosa extensão, é de elevado interesse e pode ser encontrado aqui.

Leia também

Ou veja mais notícias de outros

Acompanhe ao minuto as últimas noticias de tecnologia. Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.
Anterior

Apetecível e barato, o Huawei Y6II já chegou a Portugal

Visa Europe atualiza app de viagens

Seguinte