Em 2018, a Apple fez finalmente o que muitos fãs pediam há anos. Lançou produtos com muito poder de processamento, 32GB de memória RAM e ainda opções de armazenamento para todos os gostos.

Estas atualizações foram mais focadas nos modelos de 15” do MacBook Pro, que apesar de excelentes, também custam os olhos da cara! Mas quem não está já habituado a isso vindo da Apple?

A atualização mais importante do lançamento é sem dúvida o MacBook Pro com o processador hexa-Core i9-8950HK com a frequência base de 2.9GHz, turbo de 4.2GHz e 12 MB de Cache L3! Tudo num pacote de 45W de TDP.

O que é realmente impressionante, é que a Apple foi capaz de meter todos estes componentes de alto desempenho num portátil extremamente fino e leve! Sem consequências… Ou não?

Agora que muitos consumidores receberam os seus novos MacBook Pro 2018, começam a chegar à Internet o resultado de vários testes às máquinas, alguns até bastante interessantes.

Enquanto a Apple parece finalmente ter corrigido o problema no teclado, outro problema aparece agora na sua sombra.

O YouTuber ‘Dave Lee’ foi um dos primeiros a comprar o MacBook Pro 2018 de 15”, devido às suas necessidades de poder de computação mobile. No entanto, parece que agora vai enfrentar alguns problemas inesperados…

Contra todas as expectativas, o novo modelo de 2018, não é mais rápido que o seu antecessor! Aliás, por vezes nem o consegue acompanhar! Apesar de ter um processador bastante mais poderoso debaixo do capô.

MacBook Pro Apple i9-8750HK

Aparentemente a decisão da Apple de incluir um processador hexa-core com o TDP de 45W, no seu chassis minimalista, não foi a melhor de sempre.

Aliás, o MacBook Pro 2017 com um processador Core i7 consegue ser mais rápido que a nova versão com o Core i9! Mas o YouTuber não ficou por aqui.

Pois, depois dos testes ‘normais’, decidiu repetir os testes dentro do congelador.

MacBook Pro Apple i9-8750HK

Como pode ver na imagem, no congelador, o desempenho do novo MacBook Pro 2018 subiu em flecha! Permitindo ao processador i9 correr na sua velocidade máxima sem sobreaquecer.

Resta saber o que a Apple irá fazer para tentar corrigir este problema, fiquem atentos para mais novidades!

Fonte