iPhone XS Max arrasa o Galaxy Note 9 num teste de velocidade

Os novos iPhone XS e o iPhone XS Max da Apple foram lançados na semana passada. Se é fã da marca, temos a certeza que a espera não foi fácil. É que as informações à volta dos novos XS e XS Max começaram a chegar à Internet ainda antes do lançamento do iPhone X que ocorreu no ano passado.

O que importa é que este dispositivo foi lançado e os fãs da Apple parecem estar satisfeitos. Como sabe, o iPhone XS marca o que é, sem dúvida, a menor atualização anual em comparação com o iPhone X de 2017. No entanto os equipamento “S” são normalmente desenvolvido para pessoas que mudam de telemóvel a cada dois anos ou até mesmo a cada três anos.

Para essas pessoas, o iPhone XS e o XS Max são uma reinvenção completa da experiência do iPhone. Para as pessoas que têm um iPhone X do ano passado, tudo o que o iPhone XS realmente tem a oferecer é uma nova cor dourada, uma nova opção com ecrã maior e melhor desempenho. Neste campo, as melhorias são realmente muitas!

O iPhone 4S tinha o Siri, o iPhone 5s tinha o Touch ID e o iPhone 6s tinha o 3D Touch. O iPhone XS não tem assim nenhuma dessas novidades “revolucionárias”. No entanto foi lançado com uma coisa que o iPhone X do ano passado não tem: o iOS 12.

O iPhone X é um grande equipamento, mas tinha uma pedra no sapato

O iPhone X é sem dúvida um grande equipamento, mas não conseguiu atingir todo o potencial com o iOS 11. Bugs, falhas de segurança e outros problemas foram os principais responsáveis por alguns dos problemas. É que talvez por este motivo e apesar de ser um smartphone muito mais poderoso do que os concorrentes Android, acabou por ser batido por estes nos testes de desempenho.

Felizmente, o iOS 12 é algo completamente diferente. Ele não tem os problemas de gestão de memória RAM e outros problemas de desempenho que vimos no iOS 11.

Assim, no papel, parece que está tudo bem e realmente o novo iPhone tem tudo para bater a concorrência. Mas e na vida real? Como é que funciona o coração deste smartphone, o A12 Bionic, contra a concorrência?

Como funcionam os testes de velocidade real?

Muitos YouTubers adoram realizar “testes de velocidade real”, que na prática são testes não científicos que procuram comparar a rapidez com que os dois smartphones são utilizados ​​na execução de tarefas reais. Isto é muito diferente dos testes de desempenho, que mostram apenas como os telefones lidam quando estão no limite. Como as pessoas normalmente não andam, no dia-a-dia, a levarem os seus smartphones ao limite, estes vídeos ajudam as pessoas a perceberem como os dispositivos se comportam na vida real. Basicamente é um teste que consiste em abrir aplicações, utilizá-las e alternar entre elas.

O canal SuperSaf TV do YouTube colocou o novo iPhone XS Max contra o Galaxy Note 9 de 128 GB. A versão testada foi a europeia que veio com o Exynos. O formato copia alguns testes de velocidade semelhantes que já observámos, pois envolve a abertura das mesmas aplicações, na mesma ordem, em dois equipamentos diferentes. No entanto, o SuperSaf não mediu os “tempos de volta” completos. Ao invés disso, ele mostrou como cada ação individual se comporta nos dois telemóveis. Como resultado, não há na prática um vencedor ou vencido.  Ainda assim, o vídeo mostra com toda a clareza quem se portou melhor.

Apesar de ter 6 GB de RAM, em comparação com os 4 GB no iPhone XS Max, o Galaxy Note 9 da Samsung realmente não venceu este teste. As coisas começaram bem, mas depois das primeiras aplicações ficou claro que o iPhone bate o Note 9.

Eis o comparativo:

Gosta da Leak? Contamos consigo! Siga-nos no Google Notícias. Clique aqui e depois em Seguir. Obrigado!

Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.

Leia também

Deixe um comentário