iPhone X é mais rápido que o novo MacBook Pro 13”


Já é difícil alguém ficar surpreendido pela velocidade de um smartphone, mas parece que a Apple conseguiu mais uma vez!

O novo Processador A11 Bionic do Apple iPhone X começa a surpreender meio mundo depois dos resultados benchmarking(GeekBench) terem sido feitos públicos.

Em muitas instâncias este resultado teve picos máximos surpreendentes, chegando aos 4274 pontos em single core e 10438 em multi core, isto contra os valores máximos de 4592 em single core e 9602 em multi core do mais recente MacBook Pro 13”, deixando prever que o novo processador A11 fique um pouco aquém em single core, mas que tenha melhor performance em multi tarefa.

Usando os mesmos métodos de teste, o atual processador topo de gama, Snapdragon 835, que se encontra dentro do Galaxy S8, Note 8 da Samsung e outros topos de gama Android, consegue uma média de 2000 pontos em single core, e 6000 em multi core.

iPhone X
Resultados médios do S8, iPhone X e Macbook

Normalmente os resultados do teste GeekBench traduzem bem a performance dos iPhones, mas o analista Dan Matte acredita que este hype deve ser ignorado e que as melhorias são modestas.

“Se você subtrair os ganhos da eficiência de retirar o suporte 32-bit, ficas com mais ou menos 15% de aumento de performance para os cores mais potentes, se a Apple realmente quisesse, podia ter puxado ainda mais pela performance e eficiência.”

Ainda falta algum tempo para termos este aparelho nas nossas mãos, mas a espera começa a ficar cada vez mais difícil.

 

Gosta da Leak? Contamos consigo! Siga-nos no Google Notícias. Clique aqui e depois em Seguir.

Subscreva a newsletter Leak e tenha acesso diário aos principais destaques, ofertas e descontos nos parceiros Leak. Clique aqui

Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.

mm
Nuno Miguel Oliveirahttps://www.facebook.com/theGeekDomz/
Desde muito novo que me interessei por computadores e tecnologia no geral, tive o meu primeiro PC aos 10 anos e aos 15 anos montei a minha primeira torre, desde aí nunca mais parei. Tudo o que seja tecnologia, estou na fila da frente para saber mais.

Leia também