iPhone 8

O iPhone 8 marcou o fim de uma era para a Apple! Afinal de contas, foi lançado lado a lado com o iPhone X, o que por sua vez significou o fim do design super popular introduzido pelo iPhone 6 em 2014.

No entanto, ao ser lançado lado a lado com o iPhone X, significa que o iPhone 8 tem muitas das características técnicas do ‘X’ dentro de si. Aliás, em boa verdade, a única coisa que realmente muda entre os dois, é a inclusão do ecrã OLED, design e mudança do Touch ID para o Face ID.

O que claro está, significa que o iPhone 8 continua a ser uma autêntica ‘besta’ de smartphone mesmo em 2019. Especialmente, quando o encontramos a 359,99€, sendo uma porta de entrada super apetecível para o ecossistema Apple.



iPhone 8 em 2019? Ainda vale a pena comprar este smartphone?

iPhone 8

Portanto, se por acaso comprou um iPhone 8 em 2017 e está a pensar se vale ou não a pena trocar. Ou se por outro lado, está a pensar entrar no ecossistema da Apple e vê no iPhone 8 uma excelente oferta a um preço apelativo… Talvez seja boa ideia ler as próximas linhas. Ao fim ao cabo, na minha opinião, o iPhone 8 ainda é um smartphone muito bom. Muito graças às otimizações da Apple, constantes atualizações e super processador desenhado pela própria empresa.

Afinal, com a qualidade de construção típica da marca, uso do SoC A11 Bionic e constantes atualizações de software. O iPhone 8 não é apenas uma boa compra agora, como se irá manter rápido e atualizado nos próximos 2 ou 3 anos sem grandes dificuldades.

Mas vamos por partes…

iPhone 8 em 2019 – O Design e Ecrã

Tal e qual como em 2017, o iPhone 8 continua a estar disponível em dois tamanhos, o normal e o ‘Plus’, com um ecrã Retina de 4.7” ou de 5.5” respetivamente. Contando com o clássico design do iPhone, mas agora com novas funcionalidades e uma traseira de vidro para dar as boas vindas ao carregamento sem fios.

Será o design ‘antigo’ um ponto negativo?

iPhone

Tudo depende do seu gosto pessoal… No caso da Apple, estamos a falar de uma marca que acredita na sua filosofia de design ao ponto de a re-utilizar vezes sem conta. Ou seja, a Apple não muda o design apenas por mudar, só o faz se acreditar que existe mesmo essa obrigação, porque irá mudar a maneira como o utilizador utiliza o seu aparelho para melhor.

Mas uma coisa é certa… A Apple lançou o iPhone X e o iPhone 8 ao mesmo tempo, porque tem a plena noção daquilo que os seus fãs gostam. Os seres humanos quando gostam de algo, odeiam ver mudanças.

Por isso, o iPhone 8 trouxe todas as melhorias do iPhone X, para o antigo formato de confiança.

Portanto, no iPhone 8 irá ter todas as capacidades do iPhone X sim. Contudo, irá navegar na interface da maneira antiga, utilizando o botão ‘Home’ que ainda marca presença com o seu sensor de impressão digital. (Sim, aqui não precisa de utilizar a sua face para nada, não há Face ID)

Como disse em cima, o iPhone 8 é mais uma sandwich de vidro e alumínio, com uma frente e traseira de vidro Gorilla Glass, com uma estrutura de alumínio super resistente 7000. Além disto, temos também certificação de resistência a água e poeira IP67, permitindo meter o smartphone debaixo de 1 metro de água durante 30 minutos.

Falando do ecrã, temos um LCD IPS com a resolução de 1334 x 750 no iPhone 8, e resolução de 1792 x 828 no iPhone 8 Plus, ambos com 326 ppi. Ambos suportam a gama de cores DCI-P3, o que significa cores mais vivas e vibrantes. (Afinal, o LCD do iPhone sempre foi tido como o melhor do mercado.)

Em termos de funcionalidades, também suporte o True Tone que podemos encontrar nos iPhones mais modernos.

Em suma, apesar do iPhone 8 não conseguir lutar em tamanho de ecrã com o iPhone XR ou iPhone 11. A qualidade está toda lá! Aliás, em termos de densidade de pixeis, o ‘velhinho’ 8 até ganha aos modelos mais recentes.



iPhone 8 em 2019 – Performance

apple

O SoC A11 Bionic foi a primeira tentativa da Apple de integrar uma rede neural num System-on-a-Chip. Resultando num processador capaz de um excelente desempenho e grande eficiência energética.

É claro que os mais recentes SoCs A12 e A13 são realmente melhores, contudo, não irá notar uma grande diferença de performance entre os modelos. O iPhone 8 é super fluído e rápido em todas as tarefas. E até é capaz de oferecer uma excelente experiência em jogos, como PUBG, Call of Duty ou Fortnite, com as definições gráficas no máximo.

Tudo graças à grande melhoria do A11 em relação ao SoC A10 do iPhone 7… Em vez de 4 núcleos, temos acesso a 6 núcleos físicos (2 de alta performance e 4 para eficiência).

Aliás, similarmente ao que a Huawei também faz nos seus Kirin, é possível utilizar todos os núcleos ao mesmo tempo, para um multi-tasking poderoso. Além disso, também podemos contar com o primeiro GPU ‘by Apple’, que impressionou bastante na altura.

Muito resumidamente, o SoC Apple A11 do iPhone 8 até ultrapassou alguns processadores da Intel desenhados para o mercado de PCs e Portáteis. Por isso, aqui pode estar descansado que está muito bem servido.

iPhone 8 em 2019 – iOS 13 e o Ecossistema Apple

com o iOS

Apesar do iPhone 8 ter chegado ao mercado em 2017, ao contrário do mundo Android, as atualizações são uma constante. Caso não saiba, o iPhone 6 de 2014 apenas perdeu acesso às atualizações em 2019.

Esta é sem dúvida uma das grandes vantagens do ecossistema Apple, o seu telemóvel vai estar sempre atualizado e seguro. Além disto, vai ter acesso a funcionalidades como o iMessage, FaceTime, Apple Pay, Apple Cash, Apple Music, Apple Arcade, etc… Isto já para não falar com a excelente ligação que existe com os restantes aparelhos Apple, como o Apple Watch, AirPods ou MacBook.

iPhone 8 em 2019: Conclusão

Os smartphones estão a ficar cada vez mais caros… Por isso, acaba por ser normal que os consumidores comecem a olhar para os modelos topo de gama dos anos anteriores. Que em boa verdade, continuam a ser uma excelente opção nos dias que correm.

Por isso, ao olhar para o iPhone 8 a 359,99€, é difícil dizer que não, especialmente se quer meter as mãos num Apple Watch, ou utiliza algo da Apple no seu dia a dia.

É claro que existem vários smartphones de gama média, e até de gama alta a preços aliciantes. Mas a verdade é que não existe nada como o ecossistema da Apple. Portanto, se realmente está na dúvida se deve ou não comprar o iPhone 8, pode estar descansado… Não vai ficar desapontado!

Até vos posso dizer, que usei um iPhone 6S durante 2 anos (foi o maior número de anos que estive sem trocar de smartphone), e este ainda continua a portar-se muito bem nas mãos da minha mãe.


Ademais, o que pensa sobre tudo isto? Partilhe connosco a sua opinião nos comentários em baixo.

Acompanhe ao minuto as últimas noticias de tecnologia. Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.