Impostos nos carros novos são um exagero sem sentido!

Agora estamos todos contentes porque o IUC (Imposto Único de Circulação) não vai aumentar, e em alguns casos até vai baixar, o que é obviamente uma jogada política do atual governo para ganhar o “afeto” dos votantes. Mas, ainda se lembra da ‘desculpa’ que o Governo aproveitou para explicar o aumento deste imposto nos veículos matriculados antes de 2007? Estava no ambiente! Eram carros muito poluentes, e isto serviria para empurrar os condutores para a compra de um carro novo, preferencialmente elétrico.

Tudo muito bonito se os Portugueses tivessem dinheiro para carros novos (caso não saiba, a esmagadora maioria dos automóveis novos vendidos em Portugal vão para empresas, e não para privados. O que muito se deve ao facto de os condutores optarem quase sempre por comprar veículos usados, ou importá-los lá de fora.) Mas, o pior está mesmo no facto de todo o sistema estar completamente “partido”.

Carros menos poluentes pagam mais imposto (ISV) do que carros menos poluentes. Isto só acontece em Portugal.

Impostos nos carros novos são um exagero sem sentido!

Portanto, a Leak foi convidada para o evento de comemoração do sucesso do Renault Clio em Portugal, que caso não saiba, já vendeu meio milhão de unidades por terras Lusas, ao longo das 5 gerações desde pequeno e icónico carro. (O Renault Clio chegou originalmente a Portugal no distante ano de 1990).

Mas, o que nos saltou à vista além do automóvel em si, é mesmo aquilo que a Renault apontou como algo que não faz o menor sentido em Portugal, especialmente para os consumidores realmente interessados num carro mais recente, mais bem equipado, e claro, muito mais amigo do ambiente. Algo extremamente curioso após toda a conversa do governo em como era necessário aumentar o IUC em 2024, bem como nos anos seguintes, para compensar toda a poluição que os carros mais antigos trazem para a nossa atmosfera.

Pois bem, entre dois carros novos, o automóvel mais amigo do ambiente (a versão híbrida) paga 11 vezes mais imposto relativamente à versão mais simples a gasolina. Porquê? Porque o ISV tem como base um cálculo que já não faz sentido no mercado automóvel moderno.

  • ISV = O valor a pagar do Imposto Sobre Veículos (ISV) calcula-se através da multiplicação da cilindrada pela taxa por cc. Por fim subtraindo a parcela a abater.

Este fator não só faz com que o preço dispare, como também faz com que vários modelos não cheguem sequer ao mercado Português. Porquê? Devido ao preço inflacionado proveniente da carga fiscal desmedida.

Antes de mais nada, o que pensa sobre tudo isto? Partilhe connosco a sua opinião na caixa de comentários em baixo.

Entretanto clique aqui para seguir a Leak no Google Notícias e ficar a par de todas as informações mais importantes. Pode também subscrever aqui a nossa Newsletter e receber as notícias no seu e-mail.

mm
Nuno Miguel Oliveirahttps://www.facebook.com/theGeekDomz/
Desde muito novo que me interessei por computadores e tecnologia no geral, fui sempre aquele membro da família que servia como técnico ou reparador de tudo e alguma coisa (de borla). Agora tenho acesso a tudo o que é novo e incrível neste mundo 'tech'. Valeu a pena!

Especiais

Subscreva a Newsletter Leak

Não perca nenhuma informação importante! Subscreva a newsletter Leak e receba todas as notícias, destaques e outras informações importantes no seu e-mail.