Huawei, Vivo e Oppo investem em ecrãs OLED próprios 


Por em

As cadeias de fornecimento de componentes para Smartphones podem mudar profundamente em 2017, com o primeiro iPhone a recorrer a painéis OLED, o que aumentará drasticamente a procura por este tipo de componentes.

Segundo fontes Asiáticas, Samsung e Apple terão assinado um acordo nesse sentido, que verá a primeira a fornecer até 100 milhões de painéis OLED ao gigante de Cupertino, num movimento que poderá ver as duas marcas monopolizarem a maior parte da produção mundial de ecrãs OLED

Como resultado deste acordo, as outras marcas dependentes da Samsung para este componente crucial terão dificuldades em os obter nas quantidades necessárias.

Em resposta, alguns dos principais nomes da indústria de smartphones Chinesa iniciaram um consórcio para investir na Royole, fabricante de ecrãs flexíveis, que deverá ver a sua capacidade aumentada para 45000 unidades até 2018.

Novas linhas de montagem serão igualmente estabelecidas. Entretanto, outro nome local, a BBK, pretende aumentar a sua capacidade para 60000 unidades mensais até 2019, com uma nova subsidiária. Os painéis serão localmente produzidos, também com o objectivo de tornar as marcas Chinesas menos dependentes de componentes externos.

Via DigiTimes

Leia também

Ou veja mais notícias de outros

Acompanhe ao minuto as últimas noticias de tecnologia. Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.
Anterior

Netflix anuncia estreia de Santa Clarita Diet

Hama aposta em colunas de qualidade a preços realistas

Seguinte