Huawei vira-se para o Linux nos portáteis! Resposta a Trump?

Para além do negócio dos smartphones, outra aposta forte da Huawei é são os portáteis. De facto, a Huawei fabrica alguns dos melhores portáteis do mundo, em termos de design e até de configuração (hardware e software). Ora, até aqui os computadores deste fabricante executavam o Microsoft Windows. No entanto, a recente proibição comercial dos EUA pode ameaçar esta área de negócio. Quer dizer, podia. É que a Huawei já se mexeu e antecipou qualquer jogada norte-americana. Assim, este fabricante já começou a vender os seus modelos mais recentes do Matebook com o Deepin Linux. Isto na China.

Huawei vira-se para o Linux nos portáteis! Resposta a Trump?

A Deepin é uma marca de software chinesa que desenvolve uma distribuição Linux muito atrativa e polida. Entretanto os portáteis com esta característica já foram vistos na loja oficial da Huawei na China, a VMall. Os modelos listados incluem o Huawei Matebook X Pro, Matebook 13 e Matebook 14. No teclado, o logotipo do Windows desapareceu e foi substituído por uma chave que diz simplesmente “Iniciar”. Entretanto, os preços também variam ligeiramente dos da versão Windows com todos os três modelos a custarem menos 40 Euros que as apostas com Windows 10.

Embora não possamos apontar com toda a certeza os motivos que levaram a Huawei a optar por estas versões, podem estar relacionados com a guerra comercial EUA / China na qual a Huawei está presa no meio. Quando a proibição propriamente dita entrar em vigor, a Huawei não poderá instalar o Microsoft Windows nos seus portáteis. Com esta nova opção, parece já existir uma alternativa simples.

o Linux

A gigante da tecnologia chinesa também deu a entender que lançaria portáteis no futuro com o novo HarmonyOS. No entanto, para já e enquanto esse sistema não está maduro, o Deepin Linux pode ser uma excelente opção. Claro que ainda não temos tudo tudo o que um sistema como o Windows disponibiliza. Estou a falar de algumas aplicações comerciais. No entanto há sempre forma de as executarmos em sistemas Linux.

Gosta da Leak? Contamos consigo! Siga-nos no Google Notícias. Clique aqui e depois em Seguir. Obrigado!

Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.

Leia também

Deixe um comentário