Huawei tem substitutos para a Google até ao final do ano

A Huawei está a trabalhar muito para fechar o vazio criado pela falta do Google Mobile Services (GMS) nos seus smartphones. A empresa organizou recentemente um evento na Índia onde um dos responsáveis revelou como pretende resolver o problema nos EUA. Teremos substitutos para a Google?

Huawei tem substitutos para a Google até ao final do ano

Segundo esta fonte ligada à Huawei, o gigante chinês está a trabalhar com os programadores de modo a criar aplicações e serviços que possam substituir os Google Mobile Services nos dispositivos.

Nas próprias palavras do responsável da Huawei, “temos os nossos próprios HMS (Huawei Mobile Services) e estamos a tentar construir um ecossistema móvel”. “A maioria das principais aplicações, como navegação, pagamentos, jogos e mensagens, estará pronta no final de dezembro”.

Lembro que a Huawei não consegue usar os GMS em novos dispositivos desde que o governo dos EUA aplicou sua proibição comercial em maio. Agora, parece que a empresa está otimista em substituir os serviços essenciais da Google, como mensagens, navegação, Gmail, Youtube e outras ferramentas até o final do ano.

para a Google
Mate 30 Pro com o seu ecrã Waterfall

Estas apps e APIs fazem parte dos GMS, que a Huawei pretende trocar pelos HMS. Até a Play Store faz parte dos GMS, que é o principal foco de problemas para os clientes que atualmente têm que se contentar com uma loja de aplicações mais limitada como o Huawei AppGallery.

O responsável da Huawei afirma que os consumidores não verão muitas diferenças entre HMS e GMS. “Estamos focados em trabalhar com os programadores para oferecer uma boa experiência ao cliente. É um desafio que estamos a enfrentar”.

De facto, a Huawei está a investir mil milhões de forma global como parte do seu programa de integração de programadores para o HMS.

Entretanto, essas iniciativas visam atrair muitos programadores para o Huawei AppGallery. Assim, isto está a ter uma grande expressão, especialmente na Índia. No entanto, as aplicações desenvolvidas neste país também servirão para a Europa e para outros mercados globais.

para a Google

A Huawei atualmente possui um milhão de programadores registados para o desenvolvimentos dos HMS a nível global. 

O esforço da Huawei nesta plataforma é sem dúvida alguma uma opção bastante interessante. Para os utilizadores da Huawei, isto pode significar acesso a apps realmente competitivas e possivelmente uma melhor experiência na utilização dos equipamentos que não podem contar com as apostas da Google no sistema operativo Android.

Fonte

mm
Bruno Fonseca
Fundador da Leak, estreou-se no online em 1999 quando criou a CDRW.co.pt. Deu os primeiros passos no mundo da tecnologia com o Spectrum 48K e nunca mais largou os computadores. É viciado em telemóveis, tablets e gadgets.

Mais deste autor

Relacionadas

Publicidadespot_img

Últimos artigos

Windows 11: problema de velocidade com a AMD está resolvido!

O Windows 11 chegou com um bug que fazia com que os computadores com processadores AMD ficassem com problemas de desempenho, sobretudo nos jogos...

Natal de 2021 pode ser sem smartphones! Escassez aumenta!

Os fabricantes de smartphones não estão a ter uma vida fácil e de facto podemos dizer que se preparam para atravessar uma situação muito...

O kit de memória RAM DDR5 mais estranho é da Galax

Hoje em dia, as fabricantes de componentes de alta performance para o mundo dos PCs, têm de arranjar designs interessantes na parte visual, mas...

Não perca nenhuma informação de última hora!

Registe-ne na Newsletter Leak e receba diariamente todas as informações no seu email!