Huawei em queda nos tablets e a Apple já esfrega as mãos

A Huawei não está a ter uma vida nada fácil. De facto, as questões com os Estados Unidos atingiram proporções que não era possível imaginarem. Quem vai ganhar com isto é a concorrência. No caso dos tablets, há dois grandes beneficiários com a queda da Huawei. Falo em concreto da Apple e da Lenovo. Pelo menos é o que refere o site Digitimes. A publicação espera que as remessas globais de tablets diminuam a cada ano ao longo dos próximos cinco anos.

Huawei em queda nos tablets e a Apple já esfrega as mãos

Após um declínio modesto no ano passado, o crescimento deve permanecer estável em 2020. Entretanto, a maior parte da procura deverá vir do setor educacional e empresarial.

Em 2021, o mercado deve assistir a um declínio global de 10,5 por cento. Apesar disto, os envios anuais devem ficar acima de 120 milhões de unidades entre 2021 e 2025.

Huawei tablets

A Huawei, que já está a ter problemas nos smartphones devido à mão pesada de Trump, também pode enfrentar dificuldades para lançar novos tablets. Isto se não conseguir deitar as mãos a novos componentes.

Em 2019, a empresa tinha uma participação de mercado de 9,8 por cento, o que a colocava atrás da Samsung, que detinha 15,1 por cento do mercado. Por outro lado, a Apple dominou o mercado com uma participação de 34,6%.

A incapacidade da gigante chinesa fazer novos tablets pode aumentar ainda mais o domínio do iPad da Apple!

De acordo com as estimativas, as três empresas conseguiram aumentar a sua participação de mercado no segundo trimestre de 2020. Mas enquanto a Apple viu um aumento irrisório de 1,3%, a Samsung e a Huawei aumentaram a sua participação em mais de 40%.

Huawei tablets

A Lenovo também obteve ganhos significativos e conseguiu aumentar sua participação no bolo em 51 por cento.

Atualmente, a Apple ainda detém a maior parte do mercado, com a Samsung, Huawei, Amazon e Lenovo logo atrás.

De acordo com novas informações, as vendas de tablets da Amazon também sofrerão um revés. Tudo porque esta empresa está a dar prioridade a tablets de tamanho pequeno em vez de modelos grandes, que aumentaram em popularidade durante a pandemia de coronavírus.

Fonte

mm
Bruno Fonseca
Fundador da Leak, estreou-se no online em 1999 quando criou a CDRW.co.pt. Deu os primeiros passos no mundo da tecnologia com o Spectrum 48K e nunca mais largou os computadores. É viciado em telemóveis, tablets e gadgets.

Mais deste autor

Relacionadas

Publicidadespot_img

Últimos artigos

MacBook Pro 2021: Primeiro portátil com ‘notch’?

Passámos os últimos dias a dizer que o MacBook Pro de 2021 tem um grande potencial para mudar completamente o mercado de portáteis. Sabe...

Windows tem cada vez mais ataques de ransomware. Faça já isto!

O Ransomware é um problema que se tem vindo a tornar cada vez mais grave a cada dia que passa. É por esse motivo...

Gmail: há contas a serem espiadas! Descubra se a sua é uma delas

Sempre que um computador sai das suas mãos, quer porque fica numa casa onde há mais pessoas, ou então porque está no seu local...

Não perca nenhuma informação de última hora!

Registe-ne na Newsletter Leak e receba diariamente todas as informações no seu email!