Inicio Android E se um smartphone pudesse conduzir o seu automóvel?

E se um smartphone pudesse conduzir o seu automóvel?

A Huawei tornou-se no primeiro fabricante de equipamentos móveis do mundo a utilizar um smartphone com funcionalidades de Inteligência Artificial (IA) na condução de um automóvel. O projeto RoadReader desafia os limites da tecnologia de reconhecimento de objetos, e coloca à prova as capacidades de aprendizagem, velocidade e desempenho de um smartphone inteligente.

Ao contrário de outros veículos autónomos que não necessitam de condutor, e que simplesmente detetam obstáculos, a Huawei num teste recente acrescentou a um desses automóveis o poder de “entender” o contexto ao seu redor. Isto torna o smartphone capaz de distinguir até 1.000 objetos diferentes, incluindo um animal, uma bola ou uma bicicleta, e a optar pela direção mais indicada de modo a prevenir uma colisão.

smartphone conduzir o carro

O projeto RoadReader da Huawei aproveita as capacidades de Inteligência Artificial onde o recurso ao processador IA permite não só o reconhecimento automático de objectos, mas também de simplificar o processo de fotografar com a qualidade profissional do Huawei Mate 10 Pro.

A maioria dos automóveis autónomos, atualmente em desenvolvimento, depende do poder de processadores desenvolvidos por terceiros. No entanto, como parte da missão da Huawei continua a ser tornar o impossível possível, esta utilizou a tecnologia de um dos seus smartphones para demonstrar uma funcionalidade superior e capacidade para suportar até mesmo a tecnologia mais avançada, com é a dos veículos que se conduzem autonomamente.

“O nosso Huawei Mate 10 Pro já é excelente no reconhecimento de objectos e queríamos estudar se, num curto período de tempo, conseguiríamos ensiná-lo a utilizar capacidades de IA para detetar certos objetos e aprender a evitá-los”, disse Andrew Garrihy, Diretor de Marketing da Huawei Western Europe. “Se a nossa tecnologia é inteligente o suficiente para conseguir isso em apenas 5 semanas, que mais será possível?”

A Huawei apresentará o projeto RoadReader e as capacidades do Huawei Mate 10 Pro num evento de dois dias no Mobile World Congress (MWC) em Barcelona, mais precisamente nos dias 26 a 27 de fevereiro de 2018. Os convidados serão desafiados a testar esta nova tecnologia dentro de um automóvel autónomo para o efeito, “ensinando-o” a identificar e contornar determinados objetos. Gosta da Leak? Contamos consigo! Siga-nos no Google Notícias. Clique aqui e depois em Seguir.

Quer receber notificações gratuitas no seu smartphone ou computador sempre que lançamos um novo artigo? Clique aqui.

Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.

Patricia Fonseca
Viciada em tecnologia, entrou para a equipa em 2012 e é responsável pela Leak Business, função que acumula com a de editora da Leak. Não dispensa o telemóvel nem o iPod e não consegue ficar sem experimentar nenhum dispositivo tecnológico.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Leia também

4° temporada no Fortnite? A parceria com a Marvel vai continuar!

Desde que chegou a praticamente todas as plataformas Gaming do mercado (PS4, Xbox One, PC, Nintendo Switch e até para o Smartphone), Fortnite tem...

Xiaomi Mi Watch Lite: de light só tem mesmo o nome!

Volta e meia a Xiaomi dá-nos muitas novidades. Na maioria dos casos, algumas de que não estamos mesmo à espera. Este não é propriamente...

A Nintendo Entertainment System (NES) fez 35 anos!

Em Outubro de 1985, a Nintendo estreou a Nintendo Entertainment System, a consola que revolucionou o mercado! Curiosamente, embora a Nintendo tenha sido fundada em...

007 tem data de lançamento! Mas está por um fio… Streaming é opção!

O mundo do cinema foi-se completamente a baixo nesta reta final do horrível ano de 2020. Devido ao adiamento de filmes como 007: Sem...

Volkswagen ID.3 obtém nota máxima nos testes de segurança

O novo Volkswagen ID.3 não consegue parar de impressionar nos testes que têm aparecido. Afinal de contas, além das opiniões positivas dos jornalistas acerca...