Huawei, Samsung e Apple já têm planos para atacar a tecnologia GaN!


Por em

Como a evolução não tem sinais de STOP à sua frente, parece que marcas como a Huawei, Samsung, Oppo, e até mesmo a Apple já estão preparadas para atacar a tecnologia GaN em 2020.

Isto porque, segundo o que foi dito pela Xiaomi (criadora desta nova tecnologia), muitas vão ser as marcas a lançar este adaptador para os seus Smartphones nos próximos tempos.

Caso não saiba o que é o GaN, é a tecnologia que dá vida ao novo carregador da Xiaomi, funcionando à base de nitreto de gálio, permitindo um carregamento rápido de 65W. Ou seja, é possível carregar uma bateria de 4500mAh (0 aos 100%) em apenas 45 minutos.

Huawei Samsung e Oppo estão prontas a apostar nesta nova tecnologia de carregamento! Mas e a Apple? Vai mesmo abdicar das entradas Lightning?

Caso não saiba, a Apple tem estado a ser pressionada pela União Europeia para a criação de um carregador universal. Assim, tendo em conta que neste momento a empresa da maçã trincada é uma das poucas que ainda não utiliza as entradas USB C. Esta poderia ser de facto a oportunidade perfeita para mudar da melhor forma possível.

Afinal de contas, além da potência de carregamento, a tecnologia permitiu uma miniaturização dos componentes do carregador! É que através do novo material semi-condutor que dá vida ao carregador da Xiaomi, o seu tamanho é agora 48% menor em relação a gerações passadas.

tecnologia GaN



Resumindo, não sabemos ao certo quando e como é que estes carregadores serão ‘adotados’ pelas várias marcas de Smartphones. No entanto, uma coisa é certa! Iremos certamente ver muitos mais carregadores a utilizar a tecnologia GaN no futuro.

Gostou do que leu? Partilhe connosco a sua opinião nos comentários em baixo. 

Fonte

Leia também

Ou veja mais notícias de Android, Especiais, Featured

Acompanhe ao minuto as últimas noticias de tecnologia. Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.