Última hora: Huawei banida das redes 5G em Inglaterra!

Em janeiro, o primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, anunciou que equipamentos da Huawei seriam permitidos nas redes 5G do país. Nessa altura, Johnson achava que não tinha escolha a não ser ir contra os EUA, considerando que a Huawei fornecia a tecnologia mais avançada a um bom preço. Mas o primeiro-ministro foi persuadido pela pressão constante da América e o golpe final ocorreu quando os EUA proibiram fabricantes de chips como a TSMC de disponibilizarem componentes a este fabricante. Isto levou as autoridades britânicas a preocuparem-se com o facto de a Huawei ser forçada a usar componentes não comprovados que podiam não ser totalmente seguros.

Huawei redes 5G

Última hora: Huawei banida das redes 5G inglesas!

Assim, esta manhã, o primeiro-ministro anunciou que os equipamentos de rede da Huawei devem ser completamente removidos de Inglaterra até 2027. A Huawei é líder global em equipamentos de rede e, dependendo da fonte, é também a fabricante número um de smartphones neste momento. No entanto, é considerada uma ameaça à segurança nacional nos EUA por causa dos seus supostos laços com o governo comunista chinês. Lembro que uma lei na China exige que as empresas de tecnologia do país recolham informações em nome do governo, se solicitado. O mito é que os produtos da Huawei contêm uma backdoor que recolhe dados e envia-os para um servidor em Pequim. Este cenário nunca foi provado e a gigante chinesa negou-o ao longo dos anos.

Segundo a Reuters, até ao final deste ano, será ilegal para as empresas do Reino Unido comprarem qualquer equipamento 5G da Huawei. Mas há um preço que os consumidores terão que pagar por esta decisão. É que o lançamento desta nova tecnologia de comunicação 5G pode atrasar dois a três anos em Inglaterra. Além disso, os custos de instalação serão muito superiores. Entretanto as empresas de telecomunicações inglesas têm dois anos para remover todos os vestígios da Huawei das suas redes de banda larga e fibra.

Huawei redes 5G

Com os EUA a implorarem aos aliados para não usarem equipamentos da Huawei nas redes 5G, a decisão original Inglesa surpreendeu as autoridades americanas. E enquanto a Austrália, a Nova Zelândia e o Japão acataram os avisos dos EUA, a Alemanha não. Além das preocupações com espionagem, os EUA também estão preocupados com o facto da China se poder tornar na líder mundial em tecnologia 5G durante muitos anos.

O 5G disponibiliza velocidades de download de dados até 10 vezes mais rápidas que os sinais 4G LTE atuais. A velocidade mais rápida e a menor latência vão permitir a criação de novas tecnologias e indústrias.

Fonte


Gosta da Leak? Contamos consigo! Siga-nos no Google Notícias. Clique aqui e depois em Seguir.

Subscreva a newsletter Leak e tenha acesso diário aos principais destaques, ofertas e descontos nos parceiros Leak. Clique aqui

Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt

mm
Bruno Fonseca
Fundador da Leak, estreou-se no online em 1999 quando criou a CDRW.co.pt. Deu os primeiros passos no mundo da tecnologia com o Spectrum 48K e nunca mais largou os computadores. É viciado em telemóveis, tablets e gadgets.

Em destaque

Leia também