Huawei prepara novo chipset todo-poderoso Kirin 1020

A Huawei, que está entre os principais fabricantes de smartphones do mundo, está a trabalhar num novo chipset chamado Kirin 1020, que deve ter o dobro da potência do atual chipset Kirin 970.

A fabricante chinesa de smartphones tem vindo a utilizar os seus chipsets nos seus próprios equipamentos e também nos da sub-marca Honor. As vantagens são muitas, incluindo custos mais baixos e menor dependência de terceiros.

Neste momento ainda não existem quaisquer informações técnicas alusivas a este novo chipset. No entanto, a produção em massa deverá iniciar-se quando for lançada a primeira rede 5G.

O HiSilicon Kirin 970 é o último chipset móvel topo-de-gama da Huawei, que foi o primeiro a integrar inteligência artificial. É um processador de 8 núcleos que disponibiliza uma velocidade de relógio até 2,4 GHz, ou seja, 4 x Cortex A73 a 2,4 GHz + 4 x Cortex 53 a 1,8 GHz. Possui uma placa gráfica Mali G72MP12 de 12 núcleos que garante um aumento de 20% no desempenho em relação à geração anterior, bem como um aumento de 50% na eficiência.

No entanto, o desempenho do Kirin 970 não está a altura do Snapdragon 845 da Qualcomm, que atualmente está a dominar o mercado de dispositivos móveis. Dito isto, é esperado que o próximo chipset Kirin 980 da HiSilicon tenha um desempenho superior ao chipset da Qualcomm, já que vai utilizar o processo de fabrico de 7nm da TSMC.

A Qualcomm tem dominado o mercado de chipsets móveis e tem pouca ou nenhuma concorrência no mercado de alta tecnologia. No entanto, isto pode mudar em breve, já que empresas como a Huawei e a Samsung estão a trabalhar para criar chips muito poderosos, embora com estratégias diferentes.

A Samsung tem estado em conversações com vários fabricantes chineses, incluindo a ZTE, para fornecer os seus próprios chipsets Exynos. Já a Huawei não quer posicionar a produção de chipsets como um negócio independente e como tal não os pretende vender a terceiros.

Gosta da Leak? Contamos consigo! Siga-nos no Google Notícias. Clique aqui e depois em Seguir. Obrigado!

Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.

Leia também

Deixe um comentário