Huawei prepara ataque à Qualcomm e MediaTek

Os equipamentos topos de gama e gama média da Huawei são alimentados por chipsets HiSilicon Kirin, apesar deste fabricante ter lançado no passado alguns equipamentos alimentados por processadores MediaTek e Qualcomm. Agora novas informações revelam que a grande aposta para este ano será nos equipamentos alimentados por chipsets Kirin.

Em 2017, a Huawei enviou 153 milhões de smartphones para o mercado. No entanto, apenas 70 milhões de unidades eram alimentadas por chipsets Kirin. Por outras palavras, menos de 50% dos 153 milhões de telefones enviados eram alimentados pelo processador da Huawei.

Na realidade, o ano passado assistiu ao lançamento de muitos equipamentos da Huawei com processadores MediaTek, como o Honor 6C Pro, Honor 6 Play, Honor V9 Play, Huawei Y5 Lite (2017), Huawei Y6 (2017), Huawei Y5 (2017), Huawei Y3 (2017) e MediaPad T3.

Agora tudo muda e a Huawei quer fazer uma forte concorrência à Qualcomm e MediaTek. Para o conseguir metade dos equipamentos que vai lançar este ano virão com processador Kirin.

De acordo com a IC Insights, a Qualcomm é a líder mundial em chipsets para smartphones. No ano passado, gerou um crescimento de receita de 11% em relação a 2016. A MediaTek, que está no quarto lugar, deparou-se com um declínio de receita de 11% em 2017. Em relação a 2016, a HiSilicon ganhou uma receita de 21% e deverá crescer ainda mais ao longo de 2018. Na prática isto significa que a Qualcomm e a MediaTek poderão ter motivos para preocupações, num futuro próximo.

Gosta da Leak? Contamos consigo! Siga-nos no Google Notícias. Clique aqui e depois em Seguir. Obrigado!

Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.

Leia também

Deixe um comentário