O que a Huawei não disse sobre o Huawei Mate 9 e você deveria saber


Por em

A Huawei revelou o Huawei Mate 9 no passado dia 03 de Novembro para uma plateia de jornalistas e peritos em tecnologia perto do êxtase. Afinal, o Huawei Mate 9 introduz de uma vez uma nova câmara, um novo processador e uma nova interface baseada em Android 7.0.

A Huawei empolgar bem a plateia com as novidades, mas eis algumas coisas de grande importância para o consumidor e que não foram ditas em Munique.

O Huawei Mate 9 tem áudio estéreo frontal

Em momento algum da conferência se destacou o áudio do Huawei Mate 9, parecendo que não havia muito a dizer. Mas há, porque apesar da omissão, o dispositivo tem áudio de alta voz estéreo frontal.

O sistema emite os graves pelo altifalante da base, mas as altas frequências saem pelo auscultador, gerando um som bem mais tridimensional e denso. O sistema activa-se automaticamente com a colocação do terminal na horizontal para vermos um filme ou ouvir música.

O Huawei Mate 9 vem também com o sistema DTS que melhora significativamente o áudio via jack 3,5mm.

A câmara de 12MP tira imagens com resolução de 20MP

Uma surpresa do Huawei Mate 9 é a câmara principal ser monocromática, com 20MP, deixando a câmara RGB apenas a 12MP.

A câmara de 12MP do Huawei Mate 9 capta imagens de 20MP.
A câmara de 12MP do Huawei Mate 9 capta imagens de 20MP.

12MP é mais do que suficiente, como o Huawei P9 ou o Samsung Galaxy S8 mais do que provaram. No entanto, as definições permitem escolher a resolução de 20MP, e a imagem a cores possui efectivamente essa resolução. Como?

Bem, ambos os sensores funcionam em simultâneo, e cada imagem são de facto o resultado de várias imagens tiradas em rápida sequência e combinadas numa super resolução de 40MP. A informação obtida é então usada para criar uma imagem a cores de 20MP e elevado detalhe, mesmo que o sensor tenha apenas 12MP.

Em teoria, esta estratégia permite recolher mais informação de luminância, no entanto ainda não pudemos comparar a sério a resolução nativa da câmara, com as imagens a 20MP.

Nem IP68, nem Gorilla Glass, e provavelmente não precisa

A certificação IP68 e a resistência do vidro Gorilla Glass são dois dos maiores chavões tecnológicos da atualidade, e o Huawei Mate 9 não parece ter nenhum dos dois. Mas isto não significa que o Huawei Mate 9 seja um telemóvel frágil.

Isto porque a Huawei não explicou que um dos testes de controle de qualidade que faz aos seus melhores dispositivos é largá-los de uma altura entre 1 e 2m e verificar a sua capacidade de sobrevivência. Uma câmara de alta velocidade grava todo o processo para detectar os principais pontos problemáticos. O ecrã é submetido a 10000 riscos para verificar a sua resistência à marcas.

Por seu turno, o telemóvel deve sobreviver a 25Kg de pressão sem deformação de ecrã ou estrutura.

E não é só: a Huawei testa os seus telemóveis ao longo de ciclos rápidos de alteração térmica, e resistência a temperaturas negativas, até -40°C.

Por isso, mesmo sem os grandes nomes da resistência, podemos ter certeza que, antes de chegar às nossas mãos um Mate 9, P9 ou Honor 8 foi submetido aos piores pesadelos de um consumidor, e sobreviveu.

A certificação IP68, por outro lado (e por mais garantias que dê), pode falhar catastroficamente fora das condições ideais de laboratório.

Portanto, eis algumas das coisas mais importantes sobre o Huawei Mate 9 que não foram ditas durante a apresentação do dispositivo.

Leia também

Ou veja mais notícias de outros

Acompanhe ao minuto as últimas noticias de tecnologia. Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.
Anterior

Para o OLX todos são Dias de Poupança

Acer é patrocinadora oficial das Intel Extreme Masters

Seguinte