HTC U11+ é baseado no Muskie: o abandonado HTC Pixel 2 XL


Por em

No início deste ano, surgiu um dispositivo com o nome de código “Muskie” no AOSP (Android Open Source Project) e que se  acreditava ser o Pixel de maiores edições. Posteriormente este equipamento, foi aparentemente cancelado, com o “Taimen” fabricado pela LG a ocupar o seu lugar. O Taimen acabou por ser o Pixel 2 XL. Mais recentemente, descobriu-se que o  Muskie estava a ser desenvolvido pela HTC e que viria com uma enorme bateria de 3,830mAh.

Agora, a HTC revelou o U11 + que é talvez um dos equipamentos mais interessantes desta empresa. A proporção de 18:9, a moldura mínima e o leitor biométrico traseira, são na realidade diferentes de qualquer outro dispositivo que a HTC tenha lançado até agora. Finalmente sabemos o porquê – originalmente estava destinado a ser o Pixel 2 XL.

Diversas fontes confirmaram ao conhecido site The Verge que o U11+ é de facto baseado no telefone ‘Muskie’ que a Google rejeitou, para adotar um dispositivo da LG. No entanto e apesar deste facto não inclui todas as tecnologias que estão presentes no equipamento da Google.

O chip Visual Core presente no Pixel 2 XL e originalmente no Muskie, obviamente não está incluído. O telefone executa o Sense UI da HTC em vez do Android de base, apesar de se ter mantido a versão Oreo. A parte traseira brilhante provavelmente também não fazia parte do design original.

Embora talvez nunca se venha a saber porque é que o Pixel 2 XL fabricado pela HTC não chegou a nascer, é interessante pensarmos naquilo que poderia ter sido.

Leia também

Ou veja mais notícias de Android

Acompanhe ao minuto as últimas noticias de tecnologia. Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.
Anterior

OPPO R11s oficializado: Conheçam os pormenores

OnePlus 5 recebe atualização OxygenOS 4.5.14 que resolve problemas de segurança

Seguinte