Hackers trancam portas de Hotel de luxo e pedem resgate para as desbloquear


Por em

Um hotel de luxo localizado na Áustria sofreu esta semana um ataque hacker que levou a que fossem trancadas as portas dos quartos, impedindo dessa forma que os hóspedes conseguissem entrar nos aposentos.

Os hackers conseguiram invadir o sistema que faz a gestão eletrónica dos quartos do Romantik Seehotel Jaegerwirt, um hotel onde cada noite custa, em média, um valor próximo dos 500 dólares. Os atacantes pediram, inclusive, o pagamento de um resgate em “bitcoins” para que os gestores da unidade hoteleira conseguissem ter novamente acesso às fechaduras dos quartos.

Segundo reporta o “The New York Times”, o pedido de resgate chegou através de e-mail, tendo o gerente do hotel, Christoph Brandstätter, revelado que os hackers pretendiam em troca da libertação do sistema informático o pagamento de dois bitcoins, ou seja, cerca de 1 800 dólares, sendo que, caso a proposta fosse negada, o valor duplicaria após o dia 22 de janeiro.

“Estávamos em nossa capacidade máxima, com 180 hóspedes, e decidimos que era melhor ceder”, explicou o responsável do hotel.

O ataque foi feito com recurso ao tradicional software malicioso conhecido como ransomware e que tem como características o sequestro do computador e a cobrança de um resgate para que seja novamente “devolvido” o controlo ao seu utilizador. Normalmente os resgates pedidos recorrem ao pagamento em bitcoins, pois torna o seu rastreio praticamente impossível.

Entretanto, a gestão do hotel austríaco já revelou que vai abandonar o sistema de gestão de fechaduras eletrónicas, confessando que vai voltar a ser usado naquela unidade as tradicionais fechaduras, pois, segundo disse, “a melhor forma de estar seguro é estar offline”.

O governo norte-americano revelou que, em 2016, os ataques com recursos ao ransomware quadruplicou representando, em media, quatro mil ataques por dia…

Leia também

Ou veja mais notícias de outros

Acompanhe ao minuto as últimas noticias de tecnologia. Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.
Anterior

Smartphones para crianças: dicas para facilitar o primeiro contacto com a tecnologia

SportingUnido: Aplicação obrigatória para fãs do Sporting Clube de Portugal

Seguinte