Google vai usar a sua informação para alimentar o IA

Pessoalmente, nunca duvidei que a Google iria ser capaz de criar uma resposta ao ChatGPT, porque… Bem… A Google tem acesso a informação que nunca mais acaba. Aliás, a Google tem o domínio da pesquisa, e das notícias, a uma escala global.

Além disso, também tem recursos suficientes para criar um rival a sério ao agora extremamente famoso ChatGPT. Aliás, tem tantos recursos, e tanta vontade de avançar com o projeto, que as próprias regras de privacidade da plataforma mudaram, para mostrar que o foco é aproveitar o máximo da sua informação, quer você queira ou não, para treinar os vários sistemas que a gigante da pesquisa tem em desenvolvimento.

Google vai usar a sua informação para o IA

não utilize o Google

Portanto, caso não saiba, na semana passada, a Google fez uma pequena, mas importante mudança à sua política de privacidade. Para quê? Basicamente, a Google passa a ter acesso a qualquer tipo de informação que publique na Internet, para posteriormente treinar os seus modelos IA.

Ou seja, se antigamente podíamos ler que a Google poderia ter acesso aos nossos dados para pesquisa, negócios, e melhoria de ferramentas como o Google Tradutor, agora, a coisa mudou um pouco para:

  • “A Google utiliza as informações que armazena para melhorar serviços e para desenvolver novos produtos, funcionalidades e tecnologias que beneficiem utilizadores e/ou o público. Por exemplo, utilizamos informações disponíveis ao público para ajudar a treinar os modelos de IA da Google e criar produtos e funcionalidades como o Google Translate, o Bard e ainda as capacidades de IA na nuvem.”

Onde é que a Google vai buscar todos os dados? Bem, na nova política, a Google também clarifica um pouco a situação, ao dizer:

  • “Podemos recolher informações publicamente disponíveis online ou de outras fontes públicas para ajudar a treinar os modelos de IA da Google e a criar produtos e funcionalidades como o Google Translate, o Bard e as capacidades de IA na nuvem. Ou, se as informações da sua empresa aparecerem num Web site, poderemos indexá-las e apresentá-las nos serviços Google.”

Esta mudança foi aplicada no dia 1 de Julho de 2023, e vem com retroativos. Ou seja, a Google tem acesso a décadas de informação em toda e qualquer conta Google ativa, ou provavelmente até inativa. (Isto inclui todos os serviços Google)

Entretanto clique aqui para seguir a Leak no Google Notícias e ficar a par de todas as informações mais importantes. Pode também subscrever aqui a nossa Newsletter e receber as notícias no seu e-mail.

mm
Nuno Miguel Oliveirahttps://www.facebook.com/theGeekDomz/
Desde muito novo que me interessei por computadores e tecnologia no geral, fui sempre aquele membro da família que servia como técnico ou reparador de tudo e alguma coisa (de borla). Agora tenho acesso a tudo o que é novo e incrível neste mundo 'tech'. Valeu a pena!

Especiais

Subscreva a Newsletter Leak

Não perca nenhuma informação importante! Subscreva a newsletter Leak e receba todas as notícias, destaques e outras informações importantes no seu e-mail.