Google Pixel e Pixel XL oficiais: adeus Google Nexus


Por em

Como se esperava, a Google anunciou hoje os Google Pixel e Pixel XL, consolidando a gama Pixel como a sua gama flagship, acrescentando dois smartphones de topo a uma linhagem que já inclui tablets e Chromebooks.

É, portanto, o adeus do nome Nexus, e talvez seja então justo que os novos Pixel sejam fabricados pela mesma HTC que fabricou o primeiro Nexus e o primeiro smartphone comercialmente disponível com sistema operativo Android, o HTC Dream de 2008.

As especificações não serão já uma surpresa. A maior diferença entre o Pixel e o Pixel XL é o ecrã maior deste último. Além de 5.5 polegadas face às 5 polegadas do seu irmão mais pequeno, e resolução QHD face ao FHD. No entanto, ambos oferecem ecrãs AMOLED.

De resto, os dois irmãos Pixel são fundamentalmente idênticos: ambos chegam com o novo Snapdragon 821 e 4GB de RAM, com memória interna entre 32GB e 128GB. As câmaras mantêm-se nos 12MP dos Nexus 5X e Nexus 6P, acrescentando estabilização electrónica de imagem. Ambos contam ainda com sensor de impressões digitais.

A Google introduz nestas câmaras mais software do que a estabilização electrónica, nomeadamente um modo HDR+ que parece muito melhorado face ao que é o HDR do quotidiano, que pode ser quase inútil ao esperar que o utilizador aguente o smartphone imóvel durante um longo processo de captura de múltiplas imagens, ou ao introduzir cores e tonalidades irreais. A Google, no entanto, parece bastante orgulhosa da operação discreta do seu modo HDR, e da sua celeridade. Todavia só poderemos ajuizar quando tivermos um dos dispositivos na mão.

Última diferença de monta entre os dois dispositivos é a bateria de 2,770mAh para o Pixel e 3,450mAh para o Pixel XL.

Ambos os dispositivos são perfeitamente de topo, mas num mundo altamente concorrencial, a Google parece ter querido ir mais além: ambos os Google Pixel são as pontas de lança de todo um ecossistema. E a Google promete ser bastante agressiva com a sua comercialização e suporte.

Por um lado, os preços começam nos $649 para o Google Pixel de 32GB e vão até aos $869 do Pixel XL de 128GB. Isto é apenas o começo: todas as versões do Pixel incluem armazenamento ilimitado no Google Pontos para imagens em resolução completa.

E se dar de uma vez cerca de seiscentos Euros não é para todos, são boas notícias então que a compra do Pixel possa ser paga em até 24 meses.

Os dispositivos contarão ainda com apoio 24 horas por dia, embora não tenha sido revelado neste momento se o apoio estará disponível em todos os mercados.

E os nossos leitores, o que pensam dos novos Google Pixel?

Leia também

Ou veja mais notícias de outros

Acompanhe ao minuto as últimas noticias de tecnologia. Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.
Anterior

Evento Google: assista aqui em directo ao lançamento dos novos Google Pixel

Do Daydream ao Google Home: as grandes novidades da Google

Seguinte