Google Maps acaba de receber uma super-novidade para o ajudar!

O Google Maps é uma aplicação em que o modelo de rotas está sempre a evoluir. No início do ano, sofreu várias modificações que de algum modo estão de acordo com o que se passa no mercado automóvel. Por exemplo, o Google Maps já não sugere a rota mais rápida para um destino específico, mas indica aquele que tem menor pegada de carbono. Assim, a Google quer ajudar os condutores a reduzir o consumo de combustível. Dito isto, configurar o Google Maps para fornecer rotas mais eficientes é uma forma de o fazer. Mas agora há mais uma super-novidade que o Google Maps acaba de receber.

Google Maps acaba de receber uma super-novidade para o ajudar!

 

Desta vez é uma função que permite ao Google Maps determinar quando é que os condutores estão a fazer travagens bruscas, o que normalmente significa uma maior probabilidade de colisão. Depois fornece rotas alternativas que supostamente são mais seguras.

Mas por que razão isto é um update tão importante para o Google Maps e para os seus utilizadores?

Google Maps receber

Se um carro na estrada desacelera bruscamente, o condutor do veículo atrás precisa de agir rápido e carregar com força nos travões. Isto força o próximo a fazer a mesma coisa. Por conseguinte, a probabilidade de um acidente aumenta substancialmente. Especialmente se isso acontecer a altas velocidades.

Equipar o Google Maps com funções para determinar as rotas onde os condutores são mais propensos a travar a fundo deve melhorar substancialmente a segurança nas estradas públicas.

Google Maps receber

Antes de o Google Maps poder fornecer aos condutores rotas mais seguras, a aplicação necessita primeiro de determinar onde estão os condutores das estradas mais propensos a travar. Para tal, a empresa recorre a dados de condutores que utilizam o Google Maps. Sensores como giroscópios e acelerómetros ajudam a deteminar quando é que isto ocorre.

Claro que não dá apenas para confiar nestes sensores. Assim há muitos motivos para pararmos. É aqui que entre a inteligência artificial. É feita uma análise que inclui vários fatores e graças a ela a Google sabe exatamente o que aconteceu. Para além disso, cruza esse dados com os de outros condutores na mesma estrada.

Esta novidade vai estar disponível tanto para Android como para iPhone.

Gosta da Leak? Contamos consigo! Siga-nos no Google Notícias. Clique aqui e depois em Seguir.

Subscreva a newsletter Leak e tenha acesso diário aos principais destaques, ofertas e descontos nos parceiros Leak. Clique aqui

Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt

mm
Bruno Fonseca
Fundador da Leak, estreou-se no online em 1999 quando criou a CDRW.co.pt. Deu os primeiros passos no mundo da tecnologia com o Spectrum 48K e nunca mais largou os computadores. É viciado em telemóveis, tablets e gadgets.

Em destaque

Leia também