chega ao Google Fotos

O Google Fotos é sem dúvida uma plataforma muito poderosa. De facto, tem de ser, até porque tem a capacidade de guardar as fotografias e vídeos de milhões de utilizadores em todo o mundo e não pára de receber funcionalidades. Ora isto tem um lado muito bom, mas também pode ter outro muito mau. É que uma vez que tudo isto fica alojado nos servidores da Google, acabamos por colocar a nossa privacidade na gigante dos motores de busca. Ora, apesar do extremo cuidado desta empresa, os problemas podem acontecer.

Dito isto, a Google começou a enviar emails a alertar alguns utilizadores que durante um determinado período, alguns vídeos que estavam guardados nesta plataforma podem ter sido adicionados aos arquivos do Google Takeout de outra pessoa. Se não sabe do que se trata o Takeout, posso dizer-lhe que é a forma de descarregar todas as informações que a Google sabe sobre si.

Google Fotos: os seus vídeos podem estar nas mãos erradas

Conforme relata o site AndroidPolice o utilizador do Twitter, Jon Oberheide, partilhou um email que recebeu da Google acerca deste assunto. Na prática conseguimos perceber que de facto existiu esta fuga de informação e que afetou apenas as pessoas que exportaram as suas fotografias entre 21 de Novembro e 25 de Novembro de 2019. Foi exatamente neste processo que o sistema se baralhou e os vídeos dos utilizadores acabaram por ir cair às contas erradas.

Google Fotos: os
Fonte

Já viu o que é estar a exportar os seus vídeos ou fotos e encontrar lá pelo meio outros que não lhe pertencem? Pensamos logo que se aconteceu com outros, também pode ter acontecido comigo.

Seja qual for os vídeos que guardamos nos Google Fotos, é impossível não ficarmos stressados se recebermos este email.

O problema é que depois nada pode ser feito. Se as pessoas já descarregaram o conteúdo, incluindo os nossos vídeos, a Google nada pode fazer para os apagar. A única coisa que pode fazer é bloquear o acesso aos mesmos na plataforma Takeout.

Numa tentativa de minimizar o problema a Google pede a quem descarregou ficheiros a partir do TakeOut nos últimos tempos, que apague tudo e que os volte a descarregar.

Num comunicado enviado ao site 9to5Google, a Google afirma que apenas 0.01% das pessoas foram afetadas. Ainda assim, olhando para a base de dados de utilizadores deste gigante, não deixa de ser um número significativo.

Olhando para os contornos deste caso, o site AndroidPolice refere que é bem provável que acabe nos tribunais. Especialmente considerando que o RGPD já está em vigor, bem como outras regulamentações.

Acompanhe ao minuto as últimas noticias de tecnologia. Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.