A Google está apostada em criar uma referência no segmento dos headphones sem fios e ganhar vantagem aos AirPods. E depois de desenvolver o seu padrão Fast Pair, anunciou agora novas funcionalidades para reforçar essa vantagem. Com efeito, funções como “Find My Device” e maior controlo do estado da bateria nos headphones são duas das novidades.

Assim, uma das principais vantagens do Fast Pair é o ecossistema de parceiros de hardware. Ou seja, a Google criou um conjunto de protocolos de hardware e software que outros fabricantes podem seguir. Deste modo, tal como acontece com o Android, a ideia é conseguir a adesão do maior número de marcas. Mais ainda, sempre com a possibilidade de a própria Google ter também os seus próprios auscultadores – os Pixel Buds.

Deste modo, esta lista inclui agora fabricantes como a Libratone, Jaybird, JBL, Cleer, LG, Anker e, claro, a própria Google

Mas as novidades surgem principalmente ao nível das funções associadas aos auscultadores Fast Pair. Assim, a nova funcionalidade “Find My Device” promete ajudar os utilizadores a localizar os headphones perdidos. A App registará e mostrará a hora e o local onde os dispositivos foram usados ​​pela última vez e enviará um sinal de aviso através de Bluetooth.

Segundo a empresa, o Google Fast Pair Service (GFPS) utiliza tecnologia Bluetooth Low Energy (BLE) para descobrir dispositivos Bluetooth próximos. Assim, a Google garante uma utilização mínima da bateria do telefone e uma visibilidade eficiente baseada na proximidade do dispositivo.

De resto, outra das novidades é exatamente a visualização da informação da bateria dos auscultadores e da caixa de carga. Deste modo, a Google indica que abrindo a caixa perto de um dispositivo emparelhado surgirá uma janela pop-up com informação.

As novas funcionalidades Fast Pair vão estar acessíveis nos 15 modelos de headphones compatíveis já presentes no mercado. A Google prevê também, de forma lógica, alargar a sua utilização a outros dispositivos compatíveis que venham a ser lançados.


Ademais, o que pensa sobre tudo isto? Partilhe connosco a sua opinião, nos comentários em baixo.

Via

Acompanhe ao minuto as últimas noticias de tecnologia. Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.