Google aposta em recompensas para o deixar com mais saúde


Por em

A Google tem vindo a trabalhar em conjunto com a Associação Americana do Coração (American Heart Association, AHA) e com a Organização Mundial de Saúde (OMS) para perceber a ciência por detrás da actividade física e para ajudar os utilizadores a optimizar a quantidade e a intensidade de actividade física que realmente precisam para melhorar a sua saúde. No seguimento disto, a Google anunciou o novo Google Fit que se centra em dois novos objectivos de actividade (Batimentos Cardíacos e Movimentos por Minuto).

Quando se trata da sua saúde, é importante mexer-se mais e sentar-se menos. Ganhe Movimentos por Minuto para toda a sua actividade e deixe-se motivar para fazer pequenas e saudáveis mudanças ao longo do seu dia, tais como, subir escadas em vez de utilizar o elevador ou conversar com um amigo durante uma caminhada em vez de tomarem café juntos.

As actividades que fazem o seu coração bombear com mais força resultam em benefícios ainda maiores para a saúde. Os Batimentos Cardíacos dão-lhe créditos por estas actividades!

O utilizador ganha um ponto por cada minuto de actividade moderada – por exemplo, acelerar o ritmo enquanto passeia o cão – ; e o dobro da pontuação nas actividades mais intensas, como corrida e kickboxing. Bastam 30 minutos de caminhada rápida cinco dias por semana para ir ao encontro das recomendações de actividade física da AHA e da OMS, de forma a reduzir o risco de doenças cardíacas, melhorar a qualidade do sono e aumentar o bem estar mental.

A Google quer utilizar pequenos jogos para motivar os utilizadores

Quando o utilizador caminha, corre ou anda de bicicleta ao longo do dia, o Google Fit detecta automaticamente essas actividades pelo smartphone ou pelos sensores do smartwatch, – como o acelerómetro e GPS – de forma a calcular os Batimentos Cardíacos.

Personalização para cada atividade

Caso o utilizador esteja a praticar um exercício diferente, pode escolher na aplicação essa mesma actividade, por exemplo, jardinagem, pilatos, remo ou spinning e o Google Fit calcula os respectivos Batimentos Cardíacos e os Movimentos por Minuto alcançados durante o seu treino.

O Google Fit também se pode integrar com outras aplicações de fitness, tais como o Strava, Runkeeper, Endomondo e MyFitnessPal, para que o utilizador receba créditos pelos Movimentos por Minuto e Batimento Cardíaco obtidos. O utilizador recebe também dicas e ajuda para ajustar as suas metas ao longo do tempo baseadas na sua actividade. O diário mostra as suas actividades, conquistas e progresso das respectivas metas entre todas as suas aplicações.

Se já utiliza o Google Fit no smartphone Android ou o sistema operativo Wear da Google no seu smartwatch vai reparar nestas alterações nos próximos dias.

Leia também

Ou veja mais notícias de Android

Acompanhe ao minuto as últimas noticias de tecnologia. Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.
Etiquetas
Anterior

Xiaomi Poco F1 é oficializado amanhã! Vale a pena comprar?

Placas NVIDIA GeForce RTX até 71% mais caras que a anterior geração!

Seguinte