Google vai usar smartphones Android na detecção de terramotos

A Google tenciona adaptar smartphones Android como minis sismómetros para detectar terramotos. Durante um desastre natural, alguns segundos podem literalmente fazer a diferença entre a vida e a morte. Nesse sentido a Google anunciou a intenção de transformar dispositivos Android em minis sismómetros.

Google vai usar smartphones Android na detecção de terramotos

Estes podem ser usados ​​para emitir um aviso para outros dispositivos na região quando for detectado um tremor.

Os smartphones modernos incluem uma grande variedade de sensores, um dos quais é um aceleómetro para detectar movimento. É com esse sensor que a Google está a contar para o Android Earthquake Alerts System.


Tens um Android? Lê como instalar o Google Phone.


 

Android terramotos

Como funciona?

Quando o acelerómetro num smartphone Android deteta um movimento consistente com um terramoto. É enviado um sinal para o servidor de deteção de terramotos da Google juntamente com informações de localização. Se muitos smartphones enviarem um sinal simultaneamente, o sistema pode interpretar isso como uma actividade sísmica válida. Uma vez totalmente implementado, emitir um aviso aos utilizadores nas áreas afectadas e adjacentes.

A ideia é proporcionar aos que estão mais distantes do epicentro tempo para se protegerem antes que as ondas os alcancem.

A visão definitiva da Google para o seu sistema de alerta de terramotos baseado em Android ainda está muito longe de estar pronta. A propósito disto veja este vídeo.

A partir de agora, as partes interessadas de todo o mundo podem optar pelo Android Earthquake Alerts System. Deste modo começam a usar os seus telefones como minis sismómetros para enviar dados ao Google. “Para começar, usaremos essa tecnologia para compartilhar uma visão rápida e precisa da área afetada na Pesquisa Google”, disse Marc Stogaitis, engenheiro de software principal do Android.

“Ao pesquisar“ terramoto ”ou“ terramoto perto de mim”, encontrará resultados relevantes para a sua área, juntamente com funcionalidades úteis sobre o que fazer após um terramoto”, acrescentou Stogaitis.

Por enquanto, os residentes na Califórnia receberão alertas através de uma parceria com o Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS) e o Gabinete de Serviços de Emergência do Governador da Califórnia (Cal OES) que é alimentado por ShakeAlert, um sistema de alerta precoce existente que recebe seus sinais de mais de 700 sismómetros já instalados em todo o estado.

Entretanto de acordo com o The Verge, o mecanismo de detecção do Android só funcionará em dispositivos que estão ligados e não em uso, o que limita bastante a sua eficácia. Assim será implementado através dos Serviços do Google Mobile, o que significa que não vai funcionar em regiões como a China que não usam os serviços do Google.


Ademais, o que pensa sobre tudo isto? Partilhe connosco nos comentários em baixo .

Gosta da Leak? Contamos consigo! Siga-nos no Google Notícias. Clique aqui e depois em Seguir.

Subscreva a newsletter Leak e tenha acesso diário aos principais destaques, ofertas e descontos nos parceiros Leak. Clique aqui

Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.

mm
Diogo Isidorohttps://www.leak.pt/author/diogo/
O típico miúdo que saia da escola e jogava Counter Strike até os olhos não aguentarem mais. Agora com mais uns aninhos e com uma paixão enorme por hardware informático, jogos em geral e automóveis.

Leia também