Galaxy Watch4 e 4 Classic: os melhores smartwatches Android!

A Samsung apresentou hoje ao mundo o Galaxy Watch4 e o Galaxy Watch 4 Classic. Duas abordagens para um interior praticamente igual e que tem especificações que os transformam nos melhores smartwatches Android. Um dos segredos do sucesso está no potente processador de que irei falar mais abaixo. No entanto, para já, importa conhecer aquilo que aproxima e também o que distingue as duas versões.

Galaxy Watch4 e 4 Classic: os melhores smartwatches Android!

O que distingue a versão standard e classic

O Galaxy Watch4 está disponível em dois tamanhos diferentes. Assim, temos uma versão de 44mm em Preto, Verde e Prateado. Depois temos outra de 40 mm em Preto, Dourado e Prateado.

Galaxy Watch4

A versão standard também se destaca da outra por ter um mostrador em alumínio.

Ao nível dos ecrãs a versão de 44mm aposta num painel de 1.36 polegadas com uma resolução de 450×450 pixéis. É super AMOLED e conta com a proteção Gorilla Glass DX+. Já o modelo de 40 mm tem um painel com 1.19 polegadas e uma resolução de 396×369 pixéis.

Agora vamos olhar para a versão Classic 

Assim temos duas versões. Uma tem 46 mm e está disponível em preto e prateado. A versão de 42 mm tem as mesmas cores. Entretanto em vez de um mostrador em alumínio como acontece com a versão standard, temos um em aço inoxidável.

Galaxy Watch4

Em termos de painel, o modelo de 46mm tem 1.36 polegadas e uma resolução de 450×450 pixéis. Já o modelo de 42mm tem um painel de 1.19 polegadas.

Com as diferenças arrumadas vamos olhar para os pontos em comum e sobretudo para o processador que lhes dá vida.

Galaxy Watch4

O Galaxy Watch4 e o Galaxy Watch4 Classic são alimentados pelo Exynos W920.

É um chipset para wearables desenvolvido com tecnologia de 5nm e que combina desempenho e eficiência.

Na prática o W920 tem dois núcleos Cortex A55 que são na prática os mesmos que encontramos nos smartphones. A isto junta-se uma gráfica Mali-G68. Este processador será 20% mais rápido e terá um desempenho gráfico dez vezes superior. Destaca-se ainda um modem 4G LTE integrado, bem como GPS.

O W920 é alimentado na prática por um processador que tem muitas características do Exynos 2100 que dá vida ao Galaxy S21. Só por aqui é possível percebermos o poder do chipset que está no interior do smartwatch. Entretanto a Samsung revela que ele é capaz de suportar resoluções de 960×540 pixéis. Ou seja, muito acima da média.

Entretanto o W920 inclui um co-processador Cortex M55 que garante a função always-on sem ter de estar a utilizar o processador principal. Escusado será dizer que isto se traduz numa autonomia bastante superior.

Mas há outra coisa muito interessante acerca do novo chipset. É que o Exynos W920 é pequeno para tudo o que integra. É que lá dentro temos os núcleos, a gestão de energia, a RAM e o módulo de armazenamento. Tudo num espaço muito reduzido. Ora isto permite que a Samsung possa lançar smartwatches com maiores baterias ou um design mais reduzido.

Em termos de memória chegam com 1.5GB de RAM e 16GB de armazenamento.

O sistema operativo que lhes dá vida é o Wear OS 3 desenvolvido pela Google em parceria com a Samsung.

Os preços

O Galaxy Watch4 e o Galaxy Watch4 Classic estão disponíveis para pré-compra a partir de 11 de agosto, e disponíveis nas lojas a partir de 27 de agosto.

Quanto a preços encontramos a versão normal a partir de 269,99€ para versões Bluetooth e 319,99€ para modelos LTE. Já o Galaxy Watch4 Classic começa nos 369 Euros para versões Bluetooth e 419,99 Euros para modelos LTE.

mm
Bruno Fonseca
Fundador da Leak, estreou-se no online em 1999 quando criou a CDRW.co.pt. Deu os primeiros passos no mundo da tecnologia com o Spectrum 48K e nunca mais largou os computadores. É viciado em telemóveis, tablets e gadgets.

Mais deste autor

Relacionadas

Publicidadespot_img

Últimos artigos

Windows 11 Build 22000.194 (KB5005635) já está disponível!

O Windows 11 Build 22000.194 (KB5005635) está disponível para todos os que estão inscritos no programa Windows Insider. Não é o maior update do...

Memória RAM DDR5 vai desiludir no início do seu ciclo de vida

Como deve saber, a memória RAM DDR5 está prestes a chegar ao mercado! De mãos dadas com a nova família de processadores Intel Core...

Sir Clive Sinclair: morreu o grande pai do ZX Spectrum!

Hoje é um dia triste, especialmente para quem é fã do Spectrum ou teve a sorte de conviver com este computador fantástico. É que...

Não perca nenhuma informação de última hora!

Registe-ne na Newsletter Leak e receba diariamente todas as informações no seu email!