Fuga de informação expõe código fonte do Windows 10

As informações são avançadas pelo site “The Register” e revelam que foram postas a circular na internet 32 TB de informações relacionadas com o Windows 10 e com o respetivo código fonte do sistema operativo.

Entre os dados divulgados, estão imagens de instalação do sistema operativo e componentes de software compactado num ficheiro com 8 GB e que foram publicados no site betaarchive.com (que, entretanto, e após a divulgação publica, revelou que eliminou a informação dos seus servidores).

Ao que parece, os dados que foram roubados em março deste ano a partir dos sistemas da Microsoft. O código fonte divulgado faz parte do Microsoft Shared Source Kit e, segundo é revelado, inclui código de drivers básicos do Windows 10, código referente as tecnologias de Plug and Play, ligações USB, WiFi, drivers de armazenamento e o código do núcleo OneCore que é dirigido à arquitetura ARM.

Esta fuga de informação torna-se particularmente apetecível aos hackers que pretendam interpretar o código fonte em busca de vulnerabilidades que possam ser exploradas e que podem comprometer a segurança dos sistemas Windows.

Os 32 TB de informação incluem ainda centenas de builds do Windows 10 e do Windows Server 2016 que não foram disponibilizados publicamente, incluindo builds usadas internamente pelas suas equipas de desenvolvimento, destacando-se algumas versões pertencentes à atualização Redstone 2, versão que foi lançada de forma oficial como sendo o Windows 10 Creators Update.

Recorde-se que esta não é a primeira vez que parte do código fonte do sistema operativo Windows escapa para a internet, pois o mesmo aconteceu em 2004, aquando de uma fuga de informação referente ao “velhinho” Windows 2000…

Gosta da Leak? Contamos consigo! Siga-nos no Google Notícias. Clique aqui e depois em Seguir. Obrigado!

Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.

Leia também

Deixe um comentário