Fim dos smartphones Huawei? Marcas ‘Mate’ e ‘P’ estão à venda?

A Huawei está a passar por momentos difíceis, depois da administração encabeçada por Donald Trump ter feito o tudo por tudo para lhe remover todas as armas necessárias para ser realmente competitiva no mundo dos smartphones.

Dito isto, apesar de todas as dificuldades, a Huawei tem feito um trabalho notável ao manter-se revelante em vários mercados Europeus chave. Onde curiosamente temos de salientar Portugal, mercado onde a Huawei continua a ser muito forte.

No entanto, depois de ter vendido a submarca Honor, parece que a Huawei está agora a pensar vender as famosas marcas “Mate” e “P”. Ou seja, a Huawei está a pensar retirar-se do mercado de smartphones premium!



Fim dos smartphones Huawei? Fabricante quer vender marcas ‘Mate’ e ‘P’

mate

Portanto, segundos novas informações, a Huawei está neste momento numa fase inicial das conversações com os vários interessados na sua propriedade intelectual. Onde claro está, podemos encontrar os direitos ao uso das marcas registadas Mate e P, as duas gamas mais famosas da gigante Chinesa do mundo Android.

Dito tudo isto, ao que tudo indica, a Huawei começou a por esta hipótese em cima da mesa logo em Setembro. Ou seja, quando uma nova vaga de proibições foi imposta. Nomeadamente, a retirada da parceria entre a Huawei e a gigante dos semicondutores TSMC.

Entretanto, fique a saber que estas duas gamas (Mate e P), trouxeram cerca de 39.7 mil milhões de dólares em receitas para a Huawei. (Entre o terceiro trimestre de 2019 e o terceiro trimestre de 2020.)

Contudo, apesar das conversações, isto não significa que a Huawei esteja mesmo pronta a abrir mão destas duas reputadas marcas. Especialmente agora que Donald Trump saiu do poleiro para dar espaço a Joe Biden. Aliás, a própria Huawei já veio a público afirmar que estes rumores são infundados, e que a fabricante não tenciona nunca abrir mão destas duas linhas de produtos.

Em suma, se por ventura a Huawei decidir mesmo ir por este caminho, podemos dizer adeus aos aparelhos de gama alta da fabricante. Além disto, também significa um atirar da toalha ao chão por parte da empresa, visto que essa decisão indicaria que a nova administração Norte-Americana não tem qualquer intenção de aligeirar as proibições impostas em 2019.


Ademais, o que pensa sobre tudo isto? Partilhe connosco a sua opinião nos comentários em baixo.

Fonte

mm
Nuno Miguel Oliveirahttps://www.facebook.com/theGeekDomz/
Desde muito novo que me interessei por computadores e tecnologia no geral, tive o meu primeiro PC aos 10 anos e aos 15 anos montei a minha primeira torre, desde aí nunca mais parei. Tudo o que seja tecnologia, estou na fila da frente para saber mais.

Mais deste autor

Relacionadas

Publicidadespot_img

Últimos artigos

AMD vai ter placas muito mais rápidas (mas mais caras) em 2022!

Esta não é a primeira vez que vemos alguns rumores a falar acerca da nova geração de placas gráficas AMD Radeon, mas uma coisa...

Microsoft Edge: não perca tempo e trate de atualizar já!

Se está a utilizar o Microsoft Edge então não perca mais tempo e trate de atualizar agora mesmo. Assim que o fizer vai passar...

YouTube para Android: nova versão deixa utilizadores a ferver!

A Google costuma acertar no que diz respeito a melhorias nas aplicações. No entanto, por vezes, no melhor pano cai a nódoa. É exatamente...

Não perca nenhuma informação de última hora!

Registe-ne na Newsletter Leak e receba diariamente todas as informações no seu email!