Recentemente, o Facebook decidiu adotar uma postura mais forte contra as solicitações sexuais online. Assim e para combater este “problema”, a gigante das redes sociais atualizou os seus padrões da comunidade, proibindo efetivamente o uso de certos emojis no Facebook e Instagram.

Facebook e Instagram proíbem sexo com beringelas e pêssegos!

Mais concretamente, o Facebook proibiu o uso de emojis de berinjelas e pêssegos quando usados com mensagens e conteúdos de cariz sexual. Os Padrões da Comunidade do Facebook atualizados não apontam propriamente ao emoji nem ao nome dele. No entanto, referem-se à sua utilização juntamente com outras palavras e conteúdos que de algum modo estão relacionados com sexo.

e Instagram

De acordo com o site de notícias XBIZ (NSFW), a conta de um utilizador pode ser sinalizada ou removida se algum conteúdo se enquadrar nos critérios vagos que o Facebook estabeleceu nos seus Padrões da comunidade. O Instagram esclareceu este processo ao jornal New York Post. Assim, o conteúdo “só será removido do Facebook e Instagram se contiver um emoji sexual juntamente com uma solicitação implícita ou indireta de imagens de nudez, parceiros sexuais ou conversas mais picantes”, afirmou o Instagram.

O Facebook alega que não está apenas a tomar medidas contra os emojis. Esta nova iniciativa tem como alvo a nudez e conversas sexuais de todos os tipos.

A única exceção definitiva à nova política é quando o conteúdo chama a atenção para a violência e exploração sexual. Isto significa que mesmo alguns dos memes e gifs favoritos que estão na Internet podem fazer com que os utilizadores sejam sinalizados ou banidos.

Mas há boas notícias. A publicação desses emojis sem as aplicações que referimos não vai levantar quaisquer problemas. A má notícia é que se comentar uma foto em bikini com estes emojis é capaz de correr mal.

De facto, o Facebook e o Instagram estão a apertar os padrões de utilização. Dito isto, querem combater o fogo com fruta.

Acompanhe ao minuto as últimas noticias de tecnologia. Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.