Inicio Android Facebook defende o WhatsApp e aponta o dedo à Apple

Facebook defende o WhatsApp e aponta o dedo à Apple

O Facebook defende os seus e como tal não é de estranhar que tenha vindo a público responder em nome do WhatsApp, a popular plataforma de conversação. Assim apontou o dedo à Apple no caso do iPhone do fundador da Amazon que foi atacado.

Facebook defende o WhatsApp e aponta o dedo à Apple

Nick Clegg, vice-presidente de Assuntos Globais e Comunicações do Facebook, explicou que o WhatsApp não foi o motivo da violação no iPhone e que a falha está na própria Apple. Relatos acerca do ataque revelaram que o iPhone X de Jeff Bezos recebeu um vídeo de 4,4 MB que continha malware. Isso levou a que alguns GBs de dados e informações pessoais fossem roubados a partir de um dos smartphones das pessoas mais ricas do mundo.

Facebook defende

Alguns apontaram o WhatsApp como a causa da falha, pois foi alegado que o vídeo foi partilhado na aplicação de mensagens.

No entanto, o Facebook, que também é dono do WhatsApp e do Instagram, defendeu a sua plataforma, alegando que seu software é infalível, pois o serviço usa encriptação ponta a ponta. Clegg afirmou que está muito, muito confiante na sua segurança.

O Apple iPhone X foi invadido por um vídeo carregado de malware de 4,4 MB. Este responsável afirma que o malware destinava-se ao iOS da Apple e afetou diretamente o iPhone, conseguindo aceder dados privados armazenados por detrás da encriptação do próprio sistema.

Entretanto e já que falamos do WhatsApp há algo muito importante ao nível da segurança e que não está relacionado com este problema. Na realidade, é um truque de engenharia social é estupidamente simples de executar e fácil de prevenir. Há uma configuração básica de segurança no WhatsApp que provavelmente não configurou, mas que deveria – leva menos de um minuto.

Quando se trata de contornar as proteções do WhatsApp ou de outras plataformas de mensagens, é importante separar os vários tipos de riscos. No ano passado, vimos ataques que afetavam os utilizadores através de spyware. Vimos também o risco potencial de ficheiros modificados enviados pela plataforma. Também assistimos a uma backdoor que podia impedir os utilizadores de usarem esta app de mensagens. Este é diferente.

Fonte Gosta da Leak? Contamos consigo! Siga-nos no Google Notícias. Clique aqui e depois em Seguir.

Quer receber notificações gratuitas no seu smartphone ou computador sempre que lançamos um novo artigo? Clique aqui.

Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.

mm
Bruno Fonseca
Fundador da Leak, estreou-se no online em 1999 quando criou a CDRW.co.pt. Deu os primeiros passos no mundo da tecnologia com o Spectrum 48K e nunca mais largou os computadores. É viciado em telemóveis, tablets e gadgets.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Leia também

Volte-face! A RTX 3080 fica atrás da nova RX 6800 em tudo!

Como noticiámos há alguns dias, as novas placas da AMD já andam por aí há algum tempo, no entanto, foram enviadas com drivers 'especiais'...

Como é que um serviço de IPTV Pirata arranja o sinal de TV?

Se por acaso é fã mundo do IPTV, mais concretamente do IPTV Pirata, é provável que já saiba um pouco de como tudo isto...

iPhone na Europa: Mais caro, mais lento e com símbolos diferentes?

O iPhone 12 está a ter sucesso nas mãos dos reviewers, e muito provavelmente também irá ser um sucesso comercial um pouco por todo...

Alerta Play Store: se tem uma destas 21 aplicações apague já!

Apesar de todos os cuidados que a Google tem com as aplicações que tentam entrar na Play Store, é praticamente impossível garantir que a...

Já existe pessoal a personalizar a PlayStation 5 por 40$!

Gosta do design da PlayStation 5, mas gostava de ter um outro esquema de cores? Pois bem, a mais recente consola da Sony vai...