Facebook defende o WhatsApp e aponta o dedo à Apple


Por em

O Facebook defende os seus e como tal não é de estranhar que tenha vindo a público responder em nome do WhatsApp, a popular plataforma de conversação. Assim apontou o dedo à Apple no caso do iPhone do fundador da Amazon que foi atacado.

Facebook defende o WhatsApp e aponta o dedo à Apple

Nick Clegg, vice-presidente de Assuntos Globais e Comunicações do Facebook, explicou que o WhatsApp não foi o motivo da violação no iPhone e que a falha está na própria Apple. Relatos acerca do ataque revelaram que o iPhone X de Jeff Bezos recebeu um vídeo de 4,4 MB que continha malware. Isso levou a que alguns GBs de dados e informações pessoais fossem roubados a partir de um dos smartphones das pessoas mais ricas do mundo.

ameaça no WhatsApp, o WhatsApp não, Facebook defende

Alguns apontaram o WhatsApp como a causa da falha, pois foi alegado que o vídeo foi partilhado na aplicação de mensagens.

No entanto, o Facebook, que também é dono do WhatsApp e do Instagram, defendeu a sua plataforma, alegando que seu software é infalível, pois o serviço usa encriptação ponta a ponta. Clegg afirmou que está muito, muito confiante na sua segurança.

O Apple iPhone X foi invadido por um vídeo carregado de malware de 4,4 MB. Este responsável afirma que o malware destinava-se ao iOS da Apple e afetou diretamente o iPhone, conseguindo aceder dados privados armazenados por detrás da encriptação do próprio sistema.

Entretanto e já que falamos do WhatsApp há algo muito importante ao nível da segurança e que não está relacionado com este problema. Na realidade, é um truque de engenharia social é estupidamente simples de executar e fácil de prevenir. Há uma configuração básica de segurança no WhatsApp que provavelmente não configurou, mas que deveria – leva menos de um minuto.

Quando se trata de contornar as proteções do WhatsApp ou de outras plataformas de mensagens, é importante separar os vários tipos de riscos. No ano passado, vimos ataques que afetavam os utilizadores através de spyware. Vimos também o risco potencial de ficheiros modificados enviados pela plataforma. Também assistimos a uma backdoor que podia impedir os utilizadores de usarem esta app de mensagens. Este é diferente.

Fonte

Leia também

Ou veja mais notícias de Android, Featured

Acompanhe ao minuto as últimas noticias de tecnologia. Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.
Anterior

Jogadores do NBA 2K prestaram a sua homenagem a Kobe Bryant!

Carregar o seu iPhone com um cabo USB? Não vai acontecer!

Seguinte