(Especial) Por que razão o ‘Reiniciar’ resolve tantos problemas?

É muito provável que nestes anos todos a lidar com tecnologia, a sua impressora tenha deixado de trabalhar, que o seu PC tenha ficado tão lento que até o rato mal se mexia, ou que o seu smartphone tenha apresentado um bug tão grave que a sua solução foi… Desligar e voltar a ligar!

Sim, o mítico Reiniciar ou Reboot em bom inglês. É uma solução simples, que a grande maioria dos utilizadores odeia ouvir quando liga para o suporte, mas que resulta! E como já disse várias vezes, em equipa que ganha não se mexe.



Mas tudo isto levanta uma questão… Qual é a razão para o reinício de um aparelho resolver tanta coisa?

reiniciar o

Portanto, antes de mais nada, é boa ideia perceber que a grande maioria dos ‘bugs’ acontece quando o sistema em questão encontra um problema do qual não é capaz de recuperar sozinho.

Contudo, um único problema ou ‘bug’, não é o fim do mundo!

Ora imagine a seguinte situação… Vai na autoestrada e de repente tem um acidente à sua frente. O Waze ou Google Maps vai prontamente indicar um caminho alternativo. De forma a ultrapassar todo o trânsito e voltar à autoestrada um pouco mais à frente.

Assim, como já deve ter adivinhado, a coisa começa a complicar quando o sistema começa a ter de lidar com vários problemas ao mesmo tempo. Ou seja, quando os caminhos alternativos também começam a ficar bloqueados.

Desta forma, o sistema computacional, seja uma consola, um PC, um smartphone ou um smartwatch, poderá lidar com um problema de baixa gravidade sozinho, arranjando maneiras alternativas de dar a volta à situação. Contudo, quando o problema é demasiado grave, todo o sistema vai abaixo para basicamente começar tudo de novo, como acontece quando os nossos ‘amigos BSOD’ (Blue Screen of Death) dizem olá.

Em suma, reiniciar ou desligar e voltar a ligar, força o sistema operativo a carregar toda a informação essencial de início, ou do zero. O que claro está, também resolve o problema de ter uma ou mais aplicações a ‘portarem-se’ mal, o que poderá resultar numa experiência mais lenta do que seria habitual, devido ao uso abusivo de recursos como ciclos do processador ou memória RAM.

Por isso, mesmo que o seu aparelho não esteja lento, é sempre boa ideia reiniciar a coisa de vez em quando. De forma a limpar processos do sistema e limpar a própria memória.


Ademais, o que pensa sobre tudo isto? Partilhe connosco a sua opinião nos comentários em baixo.

mm
Nuno Miguel Oliveirahttps://www.facebook.com/theGeekDomz/
Desde muito novo que me interessei por computadores e tecnologia no geral, tive o meu primeiro PC aos 10 anos e aos 15 anos montei a minha primeira torre, desde aí nunca mais parei. Tudo o que seja tecnologia, estou na fila da frente para saber mais.

Mais deste autor

Relacionadas

Publicidadespot_img

Últimos artigos

Enquanto joga FIFA 22 são estas as músicas que vai ouvir!

Todos os anos vemos um novo novo jogo FIFA a chegar ao mercado. Sendo que apesar de não mudar muita coisa no que toca...

Microsoft vai mesmo apostar no Surface Duo 2! Vale a pena?

Quando a Microsoft anunciou originalmente o seu Surface Duo, o mundo dos smartphones tremeu! Afinal de contas, a gigante Norte-Americana, que no passado até...

(Análise) Corsair M65 RGB Elite: Diferente do resto!

Já perdi a conta ao número de ratos gaming que me passaram pelas mãos, que na verdade, são todos farinha do mesmo caso... É...

Não perca nenhuma informação de última hora!

Registe-ne na Newsletter Leak e receba diariamente todas as informações no seu email!