Em Busca do Mortadela: jogo para o Spectrum traduzido para português


Por em

Quase 30 anos depois dos últimos jogos traduzidos para português terem sido lançados no nosso mercado pela Timex, volta a sair um novo jogo, demonstrando o relançamento dos 8 bits, Spectrum incluído, e que deverá ter novo impulso com a saída prevista do Spectrum Next para janeiro de 2018.

Por outro lado, é de saudar o regresso da Topo Soft (agora renomeada Topo Siglo XXI), editora mítica espanhola que tão boas recordações deixou entre os gamers portugueses, que tinham acesso mais facilitado ao que vinha do país vizinho em detrimento do que vinha do país de Sua Majestade.

Em primeiro lugar deveremos dizer que Em Busca do Mortadela é uma aventura isométrica criada através do motor 3D Game Maker da CRL, enfrentando algumas das lacunas habituais dos jogos criados com este motor, muitas inultrapassáveis, como sejam o caso da movimentação da nossa personagem ou a ausência de teclas redefiníveis. No entanto, outras, Alfonso Fernández Borro (também conhecido por Borrocop e por ter criado os gráfico para Zona 0, por exemplo) conseguiu ser muito bem-sucedido a ultrapassá-las, nomeadamente o número de vidas com que começamos esta aventura (quatro), ou o inacreditável número de salas disponíveis (256, num total de 257 ecrãs).

A história deste jogo também vai buscar a fonte de inspiração às próprias histórias destas personagens. Assim, Mortadela foi sequestrado pela tenebrosa A.B.U.E.L.A.. Se chegaram a ler esta BD, devem lembrar-se que tal e qual nos filmes de James Bond, havia um professor (Bacterio), que criava os mais mirabolantes inventos, testados sempre com efeitos imprevisíveis e hilariantes pelos nossos heróis. Para a presente aventura, e dado ser anterior à era do telemóvel, é um sapato que serve para esse efeito (o sapatomóvel), e Mortadela conseguiu alertar Salamão para o rapto que estava prestes a sofrer. Cabe agora a Salamão entrar na mansão da organização inimiga e libertar Mortadela.

Em relação a dois jogos recentemente lançados com recursos ao 3D Game Maker criados por programadores espanhóis (Deep Blue e Abu Sinver Propagation), nota-se desde logo uma muito maior profundidade na ação. Assim, além do enorme número de salas da mansão, autêntico labirinto e a exigir desde logo que a mapeemos, também os obstáculos são em muito maior número e mais variados, contribuindo para a maior longevidade do jogo.

Os gráficos também são uma maravilha e em nada ficam atrás dos grandes jogos do género criados pela Ultimate (Knight Lore e Alien 8 à cabeça), ou até mesmo grandes aventuras isométricas que saíram posteriormente da mente de Ritman e Drummond (Batman e Head Over Heels). Nota máxima para esta vertente, portanto, a que nem o facto de serem (necessariamente) monocromáticos lhes retira brilho. O som é o normal nos jogos criados através deste motor, mas é funcional e q.b. para que seja recriado um ambiente envolvente para a aventura. A versão que testámos foi a de disco para o +3, mas Em Busca de Mortadela será compatível com o 48 K e 128 K.

Apesar de já haver uma versão gratuita disponível para download, está aberto um período de pré-encomendas para  50 cassetes , numeradas e autografadas pelo seu criador. O preço de cada jogo será de £ 10 mais portes e poderão fazê-lo através do email: teamsigloxxi@gmail.com.

 

Leia também

Ou veja mais notícias de Jogos

Acompanhe ao minuto as últimas noticias de tecnologia. Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.
Etiquetas

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.