Musk

Elon Musk é um otimista e sem dúvida tens ideias muito interessantes. O responsável da SpaceX tem vindo a fazer várias previsões nos últimos meses. Embora com prazos muito vagos já falou do seu poderoso foguetão Big Falcon. Falou também da possibilidade de enviar passageiros para a Lua. Agora, num novo Tweet, Musk revelou o que parece ser uma colónia em Marte que seria possível graças aos foguetões SpaceX e até revela uma data provável.

Musk já sonha com a Mars Base Alpha

Este conceito que ele resolveu chamar de “Mars Base Alpha”, é pura ficção … pelo menos por enquanto. É possível observar-se diversas estruturas em forma de cápsula. Podemos ver também o que parece ser um grande painel solar e até mesmo uma cúpula transparente com vegetação no seu interior. Na imagem destacam-se também nada menos do que quatro foguetes SpaceX BFR à espera de passageiros.

É tudo muito ambicioso, especialmente quando levamos em consideração o facto de que o BFR ainda não existe. É verdade que a SpaceX fez algumas coisas incríveis com o Falcon e o Falcon Heavy, mas o BFR ainda está a passar pelas suas primeiras fases de teste. Para além disso, ainda não assistimos a nenhum lançamento.

Muitas promessas que importa cumprir

A NASA espera que a SpaceX e a Boeing forneçam um veículo com capacidade para enviar astronautas à Estação Espacial Internacional e ambos já enfrentaram atrasos significativos. A primeira prioridade da SpaceX deve ser, claro, o cumprimento da sua promessa à NASA e outros clientes atuais. No entanto, isto não impede que Musk olhe para o futuro.

Um ano que pode mudar tudo

Até onde exatamente? Um tweet de acompanhamento a perguntar quando é que a imagem publicada por Musk poderá ser realizada teve uma resposta: – “provavelmente 2028”.

Apesar disto, não se sabe se 2028 é a altura em que a base estará pronta. Pode ser o ano em que a construção vai começar. No entanto esta última opção é a mais provável. Ninguém jamais construiu nada em Marte – ou em qualquer outro planeta.  Então, supondo que estamos a uma década de chegar ao Planeta Vermelho, a data anunciada pode ser difícil de cumprir.

O que é certo é que as agências espaciais e as empresas privadas de todo o mundo estão a apostar definitivamente em Marte, como a primeira incursão da humanidade na colonização extraterrestre. Ainda assim, há muitos desafios óbvios.