É uma questão de tempo até o WhatsApp ser inundado por anúncios

Já sabemos há algum tempo que o WhatsApp irá começar a ser monetizado, com anúncios publicitários claro está… Afinal de contas, é a maior aquisição de sempre do Facebook, e como tal, é normal que a empresa queira ver algum retorno do seu investimento.

Aliás, não têm sido poucas as guerras entre os executivos de ambas as empresas! Com ambos os criadores do WhatsApp a abandonar o barco no início de 2018.


  • WhatsApp já permite responder de forma privada num grupo – Clique aqui

Dito isto, pode começar a ficar à espera de ver alguns anúncios publicitários na página de ‘Estados’ do WhatsApp.

O WhatsApp, tal como outras aplicações do Facebook, copiou as ‘histórias’ do Snapchat, substituindo a antiga ‘experiência de Estados’, onde os utilizadores escreviam um pequeno texto personalizado.

Pois bem, esta interface que substitui o tradicional texto por fotos/vídeos, é um excelente meio para anúncios publicitários! E o Facebook sabe-o! Quem nunca esteve no Instagram a ver histórias, para ser interrompido por uma ‘História Publicitária’?

o WhatsApp

O Vice-Presidente do Facebook, Chris Daniels, confirmou tudo isto, dizendo:

“Vamos introduzir anúncios na aba ‘Estados’. Esta vai ser o principal meio de monetização da plataforma, bem como uma nova oportunidade para várias empresas chegarem aos utilizadores do WhatsApp.”

Por muito chato que isto pareça… A verdade é que ninguém criou o WhatsApp para ser uma excelente aplicação de conversação, só porque sim! O intuito foi sempre fazer dinheiro, e é isso que vai acontecer quer queiram quer não.

A plataforma conta com 1.5 mil milhões de utilizadores, e funciona tanto em Computadores como em smartphones/tablets. Permitindo aos utilizadores conversar entre plataformas sem qualquer dificuldade, e com uma encriptação bastante forte, promovendo imenso a privacidade de cada conversa.

Para ter noção do investimento, o Facebook pagou cerca de 19 mil milhões de dólares há 4 anos! Por isso, a vontade de ter algum retorno deve ser agora IMENSA.

Apesar do Vice-Presidente Chris Daniels não ter mencionado datas, é expectável que os anúncios comecem a chegar já no início do próximo ano. Contudo, esta introdução não deverá comprometer a encriptação das mensagens ou fluidez geral da aplicação.