Disney, Apple e Amazon seguem o caminho da Netflix e YouTube

Tempos desesperados exigem medidas desesperadas. Dito isto, a Disney, Apple e Amazon juntaram-se ao Netflix e ao YouTube para reduzirem a qualidade de vídeo dos seus serviços de streaming na Europa.

Disney, Apple e Amazon seguem o caminho da Netflix e YouTube

A ideia é reduzir a carga na Internet em todo o continente. Algo que as autoridades da União Europeia solicitaram especificamente para manter o tráfego digital a fluir sem problemas. Já viram o que era estarmos de quarentena sem estes serviços de streaming e sem a Internet?

- Advertisement -

A propósito disto, o Disney Plus abre as suas portas na maior parte da Europa na próxima terça-feira, 24 de março, embora o lançamento na França tenha sido adiado para 7 de abril. Segundo um comunicado oficial, a utilização da largura de banda será reduzida em um quarto.

Lembro que a Amazon adotou uma abordagem semelhante com o serviço Prime Video nos últimos dias, prometendo “reduzir as taxas de bits da transmissão enquanto mantém uma experiência de qualidade” nos países europeus em que opera.

iCould offline, Apple e Amazon

Embora a Apple ainda não tenha feito nenhuma divulgação oficial, o 9to5Mac detectou uma redução na qualidade de vídeo na Europa nos últimos dias. Uma redução bastante agressiva de facto, que incomodou alguns utilizadores.

O Netflix e o YouTube foram os primeiros serviços de streaming a se alinharem com a diretiva da UE. Agora, claro está, todos os outros serviços estão a fazer o mesmo.

Embora as operadoras de rede tenham afirmado estar confiantes de que há capacidade suficiente para manter todos os utilizadores entretidos em casa, parece que ninguém quer arriscar. É que realmente um apagão ou congestionamento era de facto muito mau.

O mesmo não parece passar-se, para já, noutros países como os EUA.

Os tempos são difíceis e de facto temos de nos habituar a esta nova realidade. Já notou alguma diferença de qualidade visível nestes serviços de streaming? Partilhe tudo connosco!

Entretanto clique aqui para seguir a Leak no Google Notícias e ficar a par de todas as informações mais importantes. Pode também subscrever aqui a nossa Newsletter e receber as notícias no seu e-mail.

mm
Bruno Fonseca
Fundador da Leak, estreou-se no online em 1999 quando criou a CDRW.co.pt. Deu os primeiros passos no mundo da tecnologia com o Spectrum 48K e nunca mais largou os computadores. É viciado em telemóveis, tablets e gadgets.

Especiais

Subscreva a Newsletter Leak

Não perca nenhuma informação importante! Subscreva a newsletter Leak e receba todas as notícias, destaques e outras informações importantes no seu e-mail.