Connect with us

Saúde

Diabetes – Os Cuidados na alimentação dos doentes diabéticos

Joana Morais

Publicado a

A diabetes é uma doença crónica caracterizada pela elevada concentração de glicose no sangue.

Dito isto, é importante controlar os níveis de açúcar!

No caso dos diabéticos diagnosticados a monitorização é fundamental. Ou seja, é particularmente importante o controlo da glicémia devido às graves consequências desta doença.

Estas podem ser divididas em microvasculares e macrovasculares.

Enquanto que as consequências microvasculares como a retinopatia, nefropatia e neuropatia diabética podem levar à cegueira, insuficiência renal e lesões dos nervos respetivamente.

Por outro lado, as consequências macrovasculares, que não são mais do que lesões nos grandes vasos sanguíneos, podem potenciar doenças coronárias, cerebrais, arteriais dos membros inferiores e hipertensão arterial.

Dito isto, entende-se o por quê de muitos dizerem “diabretes” ou “diabos” em vez de diabetes!

Alguma vez ouviu falar sobre o pé diabético?

Pois bem, esta é uma consequência bastante comum nos doentes diabéticos derivada da lesão dos nervos. Surpreendentemente, o pé diabético é responsável pela maioria das amputações em Portugal.

De facto, sendo a diabetes uma doença metabólica, e a incidência da diabetes tipo II estar a aumentar… É fundamental ter cuidado na alimentação.

Que tipo de cuidados na alimentação deve ter um diabético?

A alimentação da pessoa com diabetes deve basear-se numa alimentação saudável, que não deverá ser muito diferente da recomendada para a população em geral.

Assim sendo, deve ser variada e equilibrada.

Contudo, atendendo às necessidades nutricionais, hábitos e preferências individuais. Isto de modo a garantir autonomia e sustentabilidade na gestão da diabetes.

Em todo o caso, alguns aspectos devem ser transversais a qualquer diabético:

Equilibrar e gerir a quantidade de hidratos de carbono 

Existem vários fatores que influenciam a resposta glicémica! Contudo, a quantidade total de hidratos de carbono é o fator preponderante.

Por esta razão, é importante contabilizar a quantidade deste nutriente na alimentação diária. Este aspeto é particularmente importante em caso de insulinoterapia, em que a quantidade de insulina administrada deve ser ajustada à quantidade de hidratos de carbono ingeridos na refeição e à glicemia pré-prandial.

Limitar o consumo de produtos açucarados e com hidratos de carbono refinados 

São eles o açúcar, mel, sumos e refrigerantes, bolos, bolachas e cereais açucarados, xarope de glicose, maltose, etc… Fundamentalmente, evite consumir com frequência este tipo de alimento.

Guarde estes alimentos para uma ocasião de celebração e reduza os outros hidratos de carbono perto da refeição. Exemplo: se vai comer uma sobremesa, reduza significativamente o arroz, batata, massa e fruta nessa refeição. Em suma, faça a gestão dos hidratos de carbono!

Garantir um elevado aporte em fibra

Recomenda-se a ingestão de cerca de 25g diários de fibra para mulheres e 38g para homens. Este nutriente encontra-se em alimentos como frutas, hortícolas, cereais integrais, sementes, e leguminosas. A fibra reduz a absorção dos açúcares. Dito isto é ótimo a substituição dos vulgares hidratos brancos pelos integrais.

Limitar o consumo de alimentos ricos em gordura saturada, hidrogenada.

Uma vez que a diabetes fragiliza o sistema cardiovascular é relevante diminuir a quantidade de alimentos ricos em gordura saturada e hidrogenada como carnes gordas, enchidos, queijos gordos, manteiga, salgados, folhados e produtos de pastelaria.

Por outro lado, recomenda-se a inclusão de alimentos ricos em ácidos gordos insaturados, nomeadamente peixes gordos (como salmão, cavala, atum, sardinha) duas vezes por semana e, diariamente, frutos oleaginosos, sementes e azeite.

A gordura insaturada presente neste tipo de alimentos tem uma ação protetora face a doenças cardiovasculares. Assim sendo, escolha bem as suas fontes de gordura!

Limitar o consumo de alimentos ricos em sal (sódio)

Uma dieta rica em sal aumenta o risco de desenvolvimento de hipertensão arterial e de outras complicações da diabetes. Com vista à redução do sal adicionado aos alimentos, sugere-se a utilização de sumo de limão, ervas aromáticas e especiarias.

Evitar o consumo excessivo de bebidas alcoólicas

A recomendação para um adulto saudável é de, no máximo, uma porção diária de vinho (1 copo de 150 ml) ou cerveja (1 copo de cerca de 1 copo de 330 ml) para mulheres ou o dobro para homens.

No caso da pessoa com diabetes, é especialmente importante que as bebidas alcoólicas sejam ingeridas juntamente com alimentos, de modo a minimizar as flutuações na glicémia.

Balanço energético

O controlo do peso é fundamental!

Em caso de excesso de peso, recomenda-se a adoção de um estilo de vida que favoreça a perda de peso, de modo a melhorar a resposta metabólica em geral. Estudos demonstram que perdas ponderais de cerca de 5% promovem uma melhor resposta à ação da insulina, com maior controlo da glicémia e reduz o risco de aparecimento de comorbilidades.

Nunca dispense o pequeno-almoço.

É a primeira refeição do dia, evita a fraqueza e a quebra de rendimento físico e intelectual ao longo do dia. Para que seja completo, equilibrado e saudável, inclua leite ou seus derivados, pão escuro ou de mistura ou cereais e ainda, se possível, uma peça de fruta fresca!

Faça refeições ligeiras de três em 3 horas.

Para manter um bom controlo glicémico. Evite estar mais de 3 horas e meia sem comer! Não salte refeições. Prefira fazer pequenas merendas entre as três refeições principais e uma pequena ceia antes do deitar.

Nunca ingira fruta isoladamente! 

Acompanhe-a sempre com pão ou bolachas. Lembre-se: “Para terminar a refeição, a fruta é a melhor sobremesa!”.  No entanto, evite as frutas com mais açúcar, como o figo, a cereja, a banana, o dióspiro e as uvas.

O café e alguns chás contêm cafeína.

Substância estimulante cuja ingestão deve ser limitada a um máximo de 300mg/dia (no máximo, 2 a 3 cafés/dia). No caso de crianças, adolescentes, e indivíduos hipertensos, o seu consumo está desaconselhado.

Beba cerca de 1,5L de água por dia.

Ajuda o bom funcionamento do rim e do intestino. Infusões sem adição de açúcar são uma maneira saudável e saborosa de consumir água!

Pratique exercício físico

Como todos sabemos fazer exercício é benéfico… Contudo, têm também benefícios como retardar o desenvolvimento de complicações associadas à diabetes e aumenta a auto-estima e bem-estar.

É recomendado fazer pelo menos 30 minutos diários de exercício físico moderado. Aposte nas caminhadas com baixo impacto. O exercício para além de melhorar o controlo glicémico e a sensibilidade à insulina.

E para adoçar?

Na alimentação diária de um diabético poderão ser utilizados adoçantes ou edulcorantes em substituição do açúcar, mas sempre em pequenas quantidades. Os adoçantes dividem-se em dois tipos diferentes. Por um lado, os calóricos como a frutose, sorbitol, xilitol, manitol.

Por outro lado, temos os não calóricos como a sacarina, ciclamato de sódio, aspartame, acessulfame de potássio, sucralose e stevia. Estes últimos praticamente não fornecem calorias e não interferem nos níveis de glicemia. Dito isto, os adoçantes não energéticos são os de maior importância para o doente diabético.

Qual o suplemento alimentar que me pode ajudar a controlar os níveis de açúcar no sangue?

Fundamentalmente, dentro da panóplia oferecida o que tem melhor feedback é o Crómio. Mineral que ajuda a aumentar a eficiência da insulina e que contribui para o metabolismo normal dos hidratos de carbono.

Além disso, o crómio apoia o processo biológico responsável pela manutenção de níveis normais de açúcar no sangue.

 E, para finalizar, caso pretenda mudar de estilo de vida, procure um profissional, consulte um nutricionista!

Leia também:

Outras notícias de hoje:

Desde que me conheço a área da saúde sempre me fascinou, com grande foco na nutrição, desejando melhorar a minha qualidade de vida e a de quem me rodeia. Por isso, decidi enveredar pelo mestrado integrado em Ciências Farmacêuticas, Faculdade de Farmácia da Universidade de Lisboa.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

PUB Banner ESET

Últimas Notícias

NVIDIA RTX NVIDIA RTX
Hardware1 min atrás

NVIDIA GeForce RTX 2060: Leak dos materias de marketing!

Parece que a NVIDIA GeForce RTX 2060, a primeira placa gráfica de gama média, baseada na arquitetura ‘Turing’ está mesmo...

Android2 horas atrás

(Oficial) Huawei Nova 4: Câmera de 48MP, mas o Kirin 980 ficou de fora…

Já é oficial! O Huawei Nova 4 é o primeiro smartphone da gigante Chinesa, a contar com uma câmera embebida...

Hardware3 horas atrás

CEO da ASUS demite-se para que a empresa se foque nos Entusiastas!

A ASUS vai passar por uma transformação corporativa no início do próximo ano, de modo a que a empresa se...

Caça-promoções4 horas atrás

Giveaway de Natal – BlackBerry KEYone Black Edition

A época Natalícia, é a melhor altura para dar, mas também para receber! Por isso, a Leak.pt juntou-se à BlackBerry...

Android6 horas atrás

Samsung Galaxy Tab A 2019 pode chegar em Fevereiro

A Samsung está supostamente a trabalhar num novo tablet que fará parte da linha Galaxy Tab A. Este tablet pode...

Especiais7 horas atrás

Cloudflare debaixo de fogo por causa de organizações terroristas

A Cloudflare está debaixo de fogo. É que foi novamente acusado de fornecer serviços relacionados com a internet a organizações...

Gadgets18 horas atrás

(Huawei) A Honor vai lançar um Smartwatch com chip MediaTek

A sub-marca da Huawei, tem estado muito ocupada a lançar produtos com imensa qualidade, na forma do Smartphone Honor 10...

Caça-promoções19 horas atrás

Os melhores smartphones e gadgets para o Natal (Com descontos!)

O Natal é geralmente a altura em que planeamos trocar de telemóvel, ou decidimos comprar um novo gadget que andamos...