Deve usar programas de gestão de memória no seu Android?


Por em

A popularidade dos smartphones Android levou ao surgimento de várias aplicações que têm como principal objectivo acelerarem os nossos dispositivos, aumentando a memória disponível e “matando” aplicações que não estão a ser utilizadas. Dito isto, estes programas disponíveis em grande quantidade no Google Play, parecem ser a solução para todos os problemas. Mas será verdade?

Por muita surpresa que lhe possa causar, não. Estes programas na maioria dos casos não representam a solução para os problemas e até podem causar alguns ao seu smartphone.

A memória

Como certamente sabem, RAM significa Random Access Memory, ou memória de acesso aleatório, o que significa que tudo o que lá está desaparece quando desligamos os nossos dispositivos. Por este motivo, a memória RAM foi desenvolvida para manter informação temporária que está em constante modificação e é acedida com frequência.

No Windows, queremos sempre manter o máximo de RAM disponível para que os programas possam funcionar sem problemas. Quando a mesma fica totalmente preenchida, o sistema operativo é forçado a utilizar o disco rígido, como se tratasse de memória virtual (que é muito mais lenta que a memória física), causando problemas de velocidade.

O mesmo não se passa com o Android

O sistema operativo Android tem uma forma própria de atribuir memória RAM às aplicações e para se certificar que tudo está a correr da melhor forma.

android_boost_tips

Na realidade, o Android tenta que as aplicações fiquem carregadas na memória para melhorar o desempenho. Nos dispositivos móveis, cada bocadinho de velocidade é crítico para uma boa experiência de utilização e por isso manter as aplicações carregadas na memória é uma boa ideia.

Para além do sistema operativo Android atribuir memória para cada aplicação, ainda verifica aquelas que estão em segundo plano para que não sejam gastos recursos desnecessários. Isto significa que não existem perdas de desempenho significativas por deixar as aplicações carregadas na memória.

Os programas de otimização de memória

Neste momento parece que as aplicações que limpam a memória e encerram as tarefas, são neutras, mas na realidade não é bem assim.

Os utilizadores Windows sabem que eliminar processos que ocupam demasiada memória e desfragmentar os discos são a solução para a grande maioria dos problemas de desempenho. No caso do Android isto não é verdade.

speed-up-android

Se estiver constantemente a limpar aplicações da memória do seu telefone, vai fazer com que elas tenham de voltar a ser carregadas e muitas vezes este processo de “re-inicialização” é feito de forma automática. Para além disso quando utiliza programas para limpar tarefas está a sacrificar memória e bateria uma vez que a aplicação de limpeza está sempre a correr e a verificar em tempo real oportunidades para fechar programas desnecessários.

Melhorando o desempenho do seu smartphone

Existem pequenos truques que estão ao nosso alcance para melhorarmos o desempenho do nosso smartphone e muitos vezes passa por escolhermos as aplicações que usamos de forma inteligente. Importa salientar que em muitos casos temos programas instalados nos nossos dispositivos que já vinham de origem e nem sabemos para o que servem. Nesses casos, eliminá-los é a melhor solução.

samsung-memory

Elimine aplicações que não usa e que consomem recursos. Não pare aplicações apenas para limpar memória, mas pode eliminar aquelas que não utiliza. Para verificar as aplicações que tem instaladas e os recursos que estão a usar poderá utilizar a aplicação Watchdog Task Manager.

Utilize aplicações leves. Sabia que as versões mais recentes do Facebook Messenger por vezes ocupam muita memória e recursos nos smartphones com características mais modestas? Se não consegue passar sem o Facebook Messenger, em vez de utilizar a versão mais recente, poderá eliminá-la e utilizar, por exemplo, a versão 1.0. Uma procura no Google por Messenger 1.0 apk, especialmente no site xdadevelopers fará milagres. Descarregue e instale esta versão do Messenger e verá o seu smartphone mais leve, para além das conversações voltarem a estar integradas na própria aplicação do Facebook.

Desative funcionalidades de que não necessita. Por motivos de bateria ou desempenho é sempre boa ideia desativar funcionalidades que não estão a ser necessárias. Não necessita de Internet num determinado momento? Desative os dados. Não necessita de Bluetooth, GPS ou WiFI? Desative-os.

Instale uma rom personalizada. Este conselho destina-se a utilizadores mais avançados e apenas deve ser efetuada por quem perceba de sistemas Android. Pesquisar pelo modelo do seu smartphone no Google e adicionar a expressão custom rom poderá levá-lo a um mundo de personalização a nível de sistemas operativos que desconhecia.

Utilizando as pequenas dicas que abordamos acima, poderá prolongar a vida do seu smartphone tornando-o no seu fiel companheiro por muitos mais anos. Se tiver qualquer dúvida acerca do seu sistema Android poderá utilizar a caixa dos comentários abaixo para as esclarecer.

Leia também

Ou veja mais notícias de Especiais

Acompanhe ao minuto as últimas noticias de tecnologia. Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.
Anterior

Análise: Wiko Highway Pure

Puro lança novos FitWatch: O seu Personal Trainer no pulso

Seguinte