Auto: desgaste das pastilhas de travão não é igual! Sabe porquê?

Se parar um segundo para olhar para os travões do seu automóvel, poderá aperceber-se de que os travões dianteiros são maiores do que os traseiros. Por vezes, são até ventilados e os traseiros não. Isto não é por acaso. É porque os automóveis são construídos para dar uma tendência de travagem à frente. Mas isto explica porque razão o desgaste das pastilhas de travão não é igual?

Pastilhas de travão dianteiras desgastam-se mais. Sabe porquê?

Os condutores familiarizados com o desgaste dos pneus já perceberam a ideia. Os pneus de um automóvel desgastam-se a ritmos diferentes, dependendo de vários fatores, incluindo a distribuição do peso e a tendência de travagem. É por isso que a rotação frequente dos pneus é uma parte importante da manutenção do seu automóvel. No entanto, ao contrário dos pneus, não é possível rodar as pastilhas dos travões porque as pastilhas da frente e de trás não têm o mesmo tamanho. No entanto, isto deve lembrá-lo de que o desgaste desigual entre os componentes das rodas dianteiras e traseiras é uma parte normal de um automóvel envelhecido.

- Publicidade -

Quando se trava durante a condução, é possível que se note que o nariz do carro mergulha em direção ao chão. É mais óbvio nos SUV do nos carros desportivos, mas é algo que qualquer condutor atento sente. Tudo no automóvel se inclina para a frente e uma boa parte do peso e da inércia do automóvel é projectada para a frente. Esta mudança de peso exige mais das pastilhas de travão dianteiras do que das traseiras.

Os travões dianteiros são concebidos para assumir uma maior parte da força de travagem devido a esta distribuição de peso.

Uma vez que suportam a maior parte da carga de travagem, os fabricantes equipam normalmente os veículos com sistemas de travagem dianteiros maiores e mais robustos. Isto inclui pastilhas de travão maiores e, frequentemente, discos ou rotores maiores, que são mais capazes de absorver e dissipar o calor gerado pela fricção da travagem. Com mais trabalho vem mais desgaste; assim, as pastilhas de travão dianteiras têm tendência a desgastar-se mais rapidamente do que as traseiras.

Carro, iuc, ruído pneus

O efeito de transferência de peso é mais pronunciado em situações de travagem de emergência ou ao navegar em declives acentuados. Nestes cenários, os travões dianteiros trabalham excecionalmente para contrariar o impulso para a frente e manter o controlo do veículo. A exigência intensa não só desgasta as pastilhas de travão mais rapidamente, como também realça o papel crítico dos travões dianteiros na segurança e comportamento geral do veículo. Pode poupar melhor os seus calços de travão em tais cenários utilizando o travão motor.

O que acontece se os travões traseiros forem mais fortes do que os dianteiros?

O atrito não melhora quanto maior for o número de pneus que pararem o automóvel. A fórmula para o atrito é o coeficiente de atrito vezes a força normal (coeficiente de atrito * força normal). Esta fórmula significa que a área de superfície não tem nada a ver com o assunto. Pelo que ter mais superfície (mais pneus para travar) não melhora a potência de travagem. No entanto, a força normal no atrito do travão dianteiro melhora quando o peso do carro se desloca para a frente, porque a força normal é largamente determinada pelo peso. Se a maior parte do peso estiver na frente, isso significa que a força normal na traseira diminui devido à falta de peso e o atrito diminui. A potência de travagem adicional seria simplesmente desperdiçada. Geralmente, os travões traseiros dos automóveis fornecem 40% ou menos da potência total de travagem.

barulho no carro, alinhar a direção do automóvel

Quando os travões traseiros são mais fortes do que os dianteiros, podem surgir problemas de manuseamento e de segurança, especialmente em condições de travagem intensa. Idealmente, os sistemas de travagem funcionam de modo a que os travões dianteiros suportem uma maior parte da força de travagem. Isto devido à transferência de peso para a frente do veículo durante a desaceleração. Esta transferência de peso aumenta a tração dos pneus dianteiros, permitindo-lhes utilizar mais potência de travagem de forma eficaz. Se os travões traseiros forem excessivamente fortes ou aplicarem demasiada força em comparação com os dianteiros, isso pode fazer com que os pneus traseiros bloqueiem antes dos dianteiros. Este cenário é particularmente perigoso porque pode levar a uma perda de estabilidade e controlo do veículo, tornando-o propenso a rodar ou a derrapar lateralmente.

Entretanto clique aqui para seguir a Leak no Google Notícias e ficar a par de todas as informações mais importantes. Pode também subscrever aqui a nossa Newsletter e receber as notícias no seu e-mail.

mm
Bruno Fonseca
Fundador da Leak, estreou-se no online em 1999 quando criou a CDRW.co.pt. Deu os primeiros passos no mundo da tecnologia com o Spectrum 48K e nunca mais largou os computadores. É viciado em telemóveis, tablets e gadgets.

Especiais

Subscreva a Newsletter Leak

Não perca nenhuma informação importante! Subscreva a newsletter Leak e receba todas as notícias, destaques e outras informações importantes no seu e-mail.