Não importa o preço. Apesar do Huawei Mate 20 Pro custar mais de 1000 Euros, continua a fazer correr muita tinta. As razões já foram explicadas aqui. O desempenho do smartphone é uma delas.

Quando abordámos esta questão referimos que um dos pontos fortes e eventualmente o mais marcante é o novo chipset Kirin 980. De facto, olhando para as caraterísticas tem tudo para fazer estragos.

Desempenho do Mate 20: Já há testes no Geekbench

Ora a propósito disto o Mate 20, supostamente com o número do modelo LYA-L29, foi testado no Geekbench e atingiu números surpreendentes.

desempenho do

De facto, o novo chipset fabricado pela Huawei é muito mais rápido e melhor do que os seus antecessores, como o Kirin 970. O CEO da empresa, Richard Yu, apresentou o Kirin 980 como o SoC, que vai evoluir as capacidades de inteligência artificial dos dispositivos móveis. Assim, o Kirin 980 é uma combinação do melhor desempenho, eficiência, conectividade e poder de processamento.

Ora centrando-nos na comparação e olhando para outros modelos concorrentes no Geekbench, podemos concluir que o Mate arrasou. A título de exemplo, o OnePlus 6 conquistou 2.370 e 8.720 pontos nos testes de um e vários núcleos, respectivamente, enquanto o P20 Pro da Huawei obteve 1.900 e 6.700 pontos nas mesmas categorias

E como se comporta afinal o Kirin 980 para ser assim tão mais rápido?

O Huawei LYA-L29 apareceu no Geekbench com uma pontuação de 3.390 para os resultados do teste single-core e 10.318 pontos para os resultados dos testes multi-core. Não se sabe neste momento se o dispositivo em questão é o Mate ou o Mate 20 Pro. O que se sabe é que vem com 6GB de memória e está a executar o Android 9 Pie. Seja qual for o modelo, o desempenho do smartphone está muito acima da média!

desempenho do

Tanto o Huawei Mate 20 quanto o Mate 20 Pro vão ser oficializados a 16 de outubro, e espera-se que integrem uma configuração traseira de câmara tripla com outras caraterísticas que eventualmente lhe vão permitir ultrapassar a qualidade fotográfica do P20 Pro (o que é um feito muito difícil).

Espera-se que o Huawei Mate 20 Pro integre um ecrã OLED, sendo que a variante mais alta deverá integrar 8GB de RAM e 512GB de armazenamento interno. Importa salientar que esta versão estará restringida a determinados mercados.

Surpreendidos com o desempenho do Mate 20 Pro?