Cuidado concorrência: o Xiaomi Mi Mix 3 é um perigo!


Por em

O grande dia chegou e o Xiaomi Mi Mix 3 viu finalmente a luz do dia. As novidades são muitas e quando o sistema deslizante parecia um dos grandes atrativos, afinal há outra grande novidades. As câmaras do Mi Mix 3 até igualaram o Galaxy Note 9. Depois de todos os rumores e fotos, aqui estão todas as informações oficiais. Vai valer a pena? Não é difícil adivinharem a resposta.

Xiaomi Mi Mix 3: Design

A primeira coisa a destacar é que o Mi Mix 3 não tem monocelha. Tudo se deve ao novo design deslizante. Isto garante uma elevada proporção ecrã-corpo. Não são os 95% de que falavam os rumores, mas anda lá perto. Assim temos uma proporção de 93,4%.

Ainda no que diz respeito ao ecrã destaca-se o painel AMOLED com 6,39 polegadas. A resolução é de 2,340 x 1,080 pixéis e a proporção de 19,5:9.

Este é o primeiro dispositivo da Xiaomi que integra um design deslizante. Um aspeto interessante é que tudo pode ser personalizado. O utilizador pode optar por escolher um dos vários sons ao abrir o controlo deslizante. Para além disso, o sistema deslizante pode ativar várias funções, servindo como uma espécie de atalho.

Xiaomi Mi Mix 3: Câmaras que impressionam

Quando abrimos a parte deslizante encontramos uma câmara frontal dupla com sensores de 24 + 2 megapixéis. Esta câmara para selfies permite tirar fotografias de alta-resolução, de dia e à noite. É também possível criar câmaras com efeito bokeh.

Ao nível das câmaras principais temos dois sensores de 12 MP. O sensor principal tem uma abertura f/1.8, enquanto a câmara telefoto tem uma abertura f/2.4.

O Mi Mix 3 alcançou 103 pontos no DxOMark!

Entretanto e já que falamos de câmaras, conforme referimos à pouco na Leak, o Mi Mix 3 alcançou 103 pontos no DxOMark, atingindo 108 para fotos e 93 para vídeos. Esta é a mesma pontuação geral do Galaxy Note 9 e HTC U12 Plus, mas abaixo do iPhone XS Max e Huawei P20 Pro.

A Xiaomi também elogiou o modo de fotografia noturna do novo telemóvel. Na prática, utiliza um sistema de redução de ruído através de vários frames e outras tecnologias de combinação de imagens para produzir melhores resultados. Isto é basicamente como funciona o P20 Pro. Aliás a Xiaomi falou do concorrente da Huawei no evento.

A empresa também passou a disponibilizar vídeo em câmara lenta de 960fps. No entanto não se sabe se de facto é capturado assim ou se é melhorado por software. É que o sensor IMX363 utilizado na câmara principal de 12MP supostamente não tem a DRAM embutida necessária para uma verdadeira super câmera lenta…

Processador, memória e capacidade de armazenamento

Quanto às especificações básicas, destaca-se o chipset Snapdragon 845. Uma aspeto interessante é que uma variante terá 10 GB de RAM. Importa salientar 128 GB ou 256 GB de armazenamento e uma bateria de 3.200 mAh com Quick Charge 4+. Outras especificações dão conta do carregamento sems fio de 10 watts, GPS de dupla frequência, Bluetooth 5.0, NFC, USB tipo C e um leitor de impressões digitais na parte traseira.

A Xiaomi também vai adotar o Android Pie, já que o Mi Mix 3 vem com o MIUI 10 e a última atualização do Google.

O Mi Mix 3 vai estar disponível em Onyx Black, Jade Green e Sapphire Blue. Os preços começam nos 475 Euros (aproximadamente) para o modelo de 6GB + 128GB, 518 Euros para a variante de 8GB / 128GB e 576 Euros para o modelo de 8GB / 256GB. Todos os modelos também incluem um carregador sem fios 10 watts.

Vai também estar disponível uma edição especial que custa cerca de 720 Euros. A justificar o preço estão 10GB de RAM e 256GB de armazenamento.

No entanto e a ao contrário do que se esperava não haverá versão 5G em breve. Ainda assim, sai um primeiro modelo no primeiro trimestre de 2019.

Leia também

Ou veja mais notícias de Especiais

Acompanhe ao minuto as últimas noticias de tecnologia. Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.
Etiquetas
Anterior

Xiaomi Mi Mix 3 iguala Samsung Galaxy Note 9

ESET Internet Security 2019: O novo antivírus já chegou!

Seguinte