Correção da Microsoft para Meltdown acaba por expor falha no Windows 7


Por em

Um investigador de segurança sueco, Ulf Frisk, revelou recentemente que a Microsoft ao corrigir uma falha para o conhecido “Meltdown” acabou por gerar outro problema ao expor uma nova falha de segurança no Windows 7.

Graças a este problema de segurança, passa a ser possível a qualquer aplicação ler o conteúdo do kernel do sistema operativo ou aceder aos dados presentes na memória do kernel.

Ulf Frisk afirmou que a correção disponibilizada pela Microsoft para a falha Meltdown (CVE-2017-5754) e que foi lançada no inicio do ano, acabou por realizar uma alteração no componente que controla as permissões de acesso à memória do kernel, acabando por criar uma falha de segurança no Windows 7.

Segundo é apresentado, esta falha afeta apenas as versões de 64 bits do Windows 7 e do Windows Server 2008 R2. Ulf Frisk disse ainda que, para que seja possível explorar a falha de segurança, é necessário que exista um acesso físico ao computador, o que acaba por minimizar as chances de sucesso para este ataque.

De notar que a Microsoft tomou conhecimento do problema e que acabou por corrigir a vulnerabilidade aquando do lançamento das atualizações mensais deste mês de de março.

Assim, e em particular para aqueles que não tem regularmente os seus computadores ligados à Internet ou que não tem as atualizações automáticas ativas, recomenda-se que verifiquem se o seu sistema operativo está atualizado para que consigam garantir uma maior segurança dos seus computadores.

Leia também

Ou veja mais notícias de outros

Acompanhe ao minuto as últimas noticias de tecnologia. Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.
Anterior

Fim da loucura das Placas gráficas ? Bitmain lançou o Antminer E3

Moto Z3 Play vem com 4 GB de RAM e 64 GB de armazenamento

Seguinte