Coronavírus pode afetar a saúde do mercado de smartphones


Por em

O coronavírus continua a espalhar-se pelo mundo e já existem mais de 17000 pessoas afetadas por esta doença. Além disso, a OMS já declarou o estado emergência internacional. O vírus transformou-se numa ameaça à saúde em todo o mundo. Embora a maioria dos pacientes esteja estabilizada, devemos lembrar que já tirou a vida a mais de 360 ​​pessoas. No entanto, esta doença tem muitas outras consequências para além daquelas que afetam diretamente a saúde das pessoas. Neste caso em particular, falamos sobre uma possível queda nas vendas de smartphones na China que poderá começar a ser notada nos números do primeiro trimestre de 2020.

Coronavírus pode afetar a saúde do mercado de smartphones

O protocolo de ação diante de um problema como o coronavírus é muito claro. Quarentena e isolamento para evitar o contágio entre seres humanos. No entanto, há sempre uma hipótese desta ameaça escapar. Tudo isto porque vivemos na era da globalização em que cada pessoa pode viajar para qualquer parte do mundo sem nenhum problema. Portanto, as hipóteses de contágio são altas.

Coronavírus pode

Até agora, a China agiu de forma excelente para evitar o contágio, sendo que alguns fabricantes como a Huawei e a Xiaomi, até implementaram as suas próprias medidas para ajudar na causa. No entanto, estas e muitas outras empresas do setor na China podem sofrer uma queda nos lucros devido ao próprio vírus. A Strategy Analytics realizou um estudo que prevê uma queda de 2% nos envios para distribuição internacionais. Uma diminuição que no país asiático continuará a cair para -5% dos embarques nacionais. Como esperado, o impacto inicial será assumido pela China. Mas outras economias, como o Japão e os Estados Unidos, podem também ser afetadas de forma colateral.

O encerramento temporário das lojas de algumas empresas, a retirada obrigatória dos trabalhadores afetados e as fortes medidas de segurança prevêem um 2020 que não pode começar bem para a maioria das marcas. Estão neste lote a Huawei, Xiaomi, Vivo, Oppo e OnePlus por serem marcas chinesas. Resta agora aguardarmos para percebermos como é que esta situação vai evoluir.

Leia também:

Coronavírus – Vai viajar? Saiba como se proteger!

Acompanhe ao minuto as últimas noticias de tecnologia. Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.
Anterior

Tesla Cybertruck encontrou o mercado ideal! Saiba onde

Huawei Mate 30 Pro 5G: Atualização corrige bugs no controlo de volume!

Seguinte