Consolas Portáteis: Então… e se a estratégia mudar em 2024?

O mundo das consolas está a mudar! A Microsoft quer lançar jogos para tudo e mais alguma coisa, os exclusivos Sony PlayStation também já chegam ao PC apesar de ainda continuarem com uma exclusividade de 1~2 anos, e pelos vistos, a Nintendo também quer lançar uma nova consola significativamente mais poderosa para ter acesso a todo o tipo de jogos do mercado.

Além disso, além das 3 grandes, temos também marcas normalmente focadas nos smartphones ou portáteis, a lançar consolas portáteis extremamente poderosas e interessantes! Tudo isto com o objetivo de conquistar um mercado que antigamente pura e simplesmente não existia.

Vamos por partes!

Consolas Portáteis: Então… e se a estratégia mudar em 2024?

rog ally

Portanto, normalmente, quando a Nintendo, Sony ou Microsoft lançam uma nova geração de consolas, esta tem de durar qualquer coisa como 6~8 anos. Quase 2 mãos cheias de anos, de forma a tentar rentabilizar todo o investimento feito, tanto por parte das fabricantes, como também por parte dos estúdios de desenvolvimento.

- Advertisement -

Claro que durante todo este tempo existem novos lançamentos no lado do hardware. Porém, todos eles dentro da mesma geração, como é o caso da PS5 Slim, da Switch OLED, da futura PS5 Pro, etc…

Em suma, consolas mais poderosas, com alguns extras, mas ainda assim, com a mesma base da consola original.

Mas… Com as novas consolas portáteis, isto pode muito bem vir a mudar!

Afinal, caso ainda não tenha percebido, apesar do facto de a Valve parecer preferir um ciclo de vida mais ou menos tradicional com a sua Steam Deck. A realidade é que depois do lançamento da ROG Ally da ASUS, da Legion Go da Lenovo, e mais recentemente da Claw da MSI, ficou a sensação de que o hardware vai ser renovado mais vezes, o que é inegavelmente algo muito ao estilo do mundo dos portáteis, ou mundo dos smartphones.

Afinal, enquanto a Valve parece estar confiante no hardware que lançou em 2022, e não tem planos para lançar novas consolas, a ASUS, a Lenovo e a MSI, querem adotar a mesma exata estratégia que utilizam em outros mercados, como é o caso dos smartphones, ou o velho mercado de computadores portáteis gaming.

Ou seja, depois da nova geração de consolas de 2023 baseadas no SO Windows 11, vamos ter novas versões já em 2024.

Algo que não desvirtua o hardware já lançado, e acaba por tornar todo o mercado mais interessante

Isto faz sentido!

Afinal de contas, no mundo dos computadores ou dos smartphones, existem óbvias gerações de produtos. Porém, todas elas executam o mesmo tipo de programas, onde claro, podemos incluir os jogos.

O lançamento de uma ROG Ally 2, Lenovo Legion Go 2, etc… Não encerra a geração, apenas a prolonga.

Ou seja, da mesma exata forma que um smartphone Galaxy S24 faz exatamente aquilo que podemos fazer num Galaxy S23, mas faz tudo com mais velocidade e fluidez, ou o novo modelo de um qualquer portátil gaming faz tudo igual ou melhor, é exatamente isso que vamos encontrar no novo mercado de consolas portáteis.

Uma nova versão todos os anos, com novas capacidades, novos designs, e claro, mais performance. Novas versões que são também capazes de corrigir as falhas das primeiras versões.

Será uma boa ideia?

Entretanto clique aqui para seguir a Leak no Google Notícias e ficar a par de todas as informações mais importantes. Pode também subscrever aqui a nossa Newsletter e receber as notícias no seu e-mail.

mm
Nuno Miguel Oliveirahttps://www.facebook.com/theGeekDomz/
Desde muito novo que me interessei por computadores e tecnologia no geral, fui sempre aquele membro da família que servia como técnico ou reparador de tudo e alguma coisa (de borla). Agora tenho acesso a tudo o que é novo e incrível neste mundo 'tech'. Valeu a pena!

Especiais

Subscreva a Newsletter Leak

Não perca nenhuma informação importante! Subscreva a newsletter Leak e receba todas as notícias, destaques e outras informações importantes no seu e-mail.