Comprar SSD ou HDD? Não o faça antes de ler isto!

Muitas vezes os fabricantes falam de velocidades de leitura e escrita nos mais variados dispositivos de armazenamento. Mas o que significam estes números? Fazem assim tanta diferença na velocidade do computador? É para tudo isto que vamos olhar e para os fatores que devem ter em conta quando queremos comprar um HDD, SSD ou até um simples cartão de memória.

SSD

Comprar SSD ou HDD? Não o faça antes de ler isto!

Quando andamos à procura de SSD ou de um disco para comprar vemos que os fabricantes destacam sempre alguns números nos materiais de marketing. São normalmente as velocidades de leitura e descrita. Estes números mostram a velocidade com que é possível ler e gravar dados.

Estes números tornam-se ainda mais interessantes quando comparamos o desempenho dos discos rígidos tradicionais com as SSD. Normalmente os discos conseguem ler e gravar à velocidade de 80 a 160 mb/s. Entretanto, no caso dos SSD, elas começam nos 320 mb/s e podem ir a valores incríveis.

Samsung SSD, comprar SSD, comprar HDD

A velocidade de leitura mede o tempo que a drive leva a aceder ou a ler os ficheiros que estão armazenados. Se estivermos a tentar abrir um ficheiro como um filme que normalmente tem uma dimensão considerável com uma SSD mais rápida vamos conseguir lançá-lo mais rapidamente. Para além disso, a velocidade de arranque do sistema operativo também será maior.

Por outro lado, a velocidade de gravação mede a velocidade com que um ficheiro é escrito no disco. Isto é muito visível quando copiamos um ficheiro de uma localização para outra. Quanto maior a velocidade, mais rapidamente o ficheiro será copiado.

HDD vs SSD comprar

No entanto, antes de decidir comprar uma SSD que anuncia as velocidades de leitura e escrita mais rápidas, saiba que isto nem sempre são os melhores indicadores de desempenho.

Isto porque as velocidades que os fabricantes normalmente medem é a sequencial.

As estruturas dos ficheiros são normalmente um conjunto de blocos de dados que estão ligados. As velocidades sequenciais medem a velocidade com que uma drive lê e escreve os blocos de dados numa ordem fixa. Isto acontece, por exemplo, quando estamos a aceder a um enorme ficheiro de vídeo.

No entanto, a maioria das tarefas envolvem ler e escrever um conjunto de ficheiros mais pequenos que estão armazenados de forma separada e em blocos aleatórios de dados na drive. Neste caso, importa olharmos para as velocidades aleatórias de leitura e escrita. Isto é importante porque esta é a velocidade que mais afeta o computador.

Ou seja, as diferenças de velocidade que muitas vezes notamos nas drives estão mais relacionadas com o que fazemos com o computador.

HDD vs SSD

Se passarmos de um disco rígido tradicional para um solid state drive, o computador vai parecer que voa. Isto por causa da velocidade com que estas drives conseguem ler e escrever dados. Os discos rígidos utilizam mecânicos processos para o efeito. Assim levam mais tempo a aceder aos dados. Nas SSD tudo é imediato. Assim o tempo de arranque do sistema operativo pode passar de minutos para segundos. O mesmo com coisas tão simples como editar fotos ou gravar ficheiros.

No entanto a diferença de umas SSD para outras é menos notória. Especialmente se fazemos apenas as tarefas mais rotineiras como navegar na Internet ou abrir email, pouco vamos notar. Por outro lado, se transferirmos com frequência grandes conjuntos de ficheiros de um lado para o outro, já damos conta das diferenças.

O que é uma boa velocidade?

Se viermos de um disco rígido e passarmos para um SSD vamos saber o que é uma boa velocidade. Seja como for e se estivermos à procura de uma Solid State Drive para atualizar o portátil, então recomendam-se pelo menos 500 mb/s de velocidade de leitura e escrita sequenciais. No entanto, para quem executa tarefas mais poderosas como edição de vídeo então recomenda-se SSD para mais de 2000 ou 3000 mb/s.

Siga a Leak no Google Notícias e não perca todas as informações mais importantes.

mm
Bruno Fonseca
Fundador da Leak, estreou-se no online em 1999 quando criou a CDRW.co.pt. Deu os primeiros passos no mundo da tecnologia com o Spectrum 48K e nunca mais largou os computadores. É viciado em telemóveis, tablets e gadgets.

Especiais

Subscreva a Newsletter Leak

Não perca nenhuma informação importante! Subscreva a newsletter Leak e receba todas as notícias, destaques e outras informações importantes no seu e-mail.

Artigos relacionados