Comprar um PC é caro? O hardware fica obsoleto rapidamente?

Existe uma verdade universal no mundo da tecnologia… A próxima geração vai ser sempre superior, e claro, o nível de performance que tem agora, vai ter um preço mais baixo no futuro.

Aliás, basta olhar para o passado do mundo dos PCs, para ter uma ideia de como as coisas evoluíram, e de como uma máquina destas aguenta muitos e bons anos com um bom nível de performance. (Desde que saiba escolher o PC indicado para o seu caso de uso)



Comprar um PC é caro? O hardware fica obsoleto rapidamente?

PC é caro

Obviamente que o que está a acontecer atualmente no mundo dos PCs não é exemplo, visto que se deve a um conciliar de ocasiões extremamente raras, onde temos de incluir uma pandemia à escala mundial, uma escassez de semicondutores derivada a esta mesma pandemia, e claro, a explosão no valor da Bitcoin, que trouxe uma nova vida ao mundo do mining. Por isso, vamos olhar para a gigante e rica história do mundo dos PCs, para perceber como tudo funciona.

Afinal de contas, em 1996, um processador Intel Pentium 133 custava qualquer coisa como 1000€. Similarmente, 8MB de RAM custava uns incríveis 400€. Ou seja, só 1400€ para o processador e memória RAM. Contudo, nessa mesma primavera de 1996, a AMD lançou os seus processadores K6, que curiosamente eram significativamente mais baratos (apesar de mais lentos) em relação à oferta da Intel… Estamos a falar de 100€ por um processador Am5x86, que até já vinha com motherboard.

Além de tudo isto, tivemos ainda a chegada da RAM EDO, o que por sua vez levou os tais 8MB de RAM a baixar de preço, de 400€ para 85€.

Claro que nem sempre os preços descem, aliás, estamos nestes momento a viver uma temporada em que o sweet spot para os jogos se encontra nos 350~500€ para o processador e quase 1000€ para a placa gráfica. Mas verdade seja dita, não faz sentido tomar nota destes preços, porque desde 2017 que o mundo do Gaming vive num profundo medo daquilo que pode acontecer no mundo do mining das criptomoedas.

Aliás, este ano de 2021 é um excelente exemplo disto mesmo, como disse em cima.

A evolução está sempre presente no mundo dos PCs! Contudo, isto não significa que uma máquina fique obsoleta de um momento para o outro.

Por exemplo, a GTX 1060 que veio para o lugar da GTX 960, trouxe um aumento de desempenho à volta dos 50~60%. No entanto, isto não está sempre a acontecer! E claro, lá por existir uma nova geração mais rápida, isto não significa que a velha ‘GTX 960’ seja agora um pedaço de hardware inútil. (A performance da placa ‘velha’ é exatamente a mesma. Não vai mudar por existir uma nova geração de produtos.)

Entretanto, curiosamente, a recente RTX 3060 é apenas ~10% mais rápida relativamente à RTX 2060 Super do ano passado.

Além de tudo isto, se por acaso optar por peças topo de gama ou de gama alta, tem sempre um grande potencial de longevidade na sua máquina.

Aliás, hoje em dia, quem optou por comprar uma GTX 1080 ou GTX 1080 Ti na altura do seu lançamento, ainda é perfeitamente capaz de jogar em FHD ou QHD com muita qualidade, na grande maioria dos jogos lançados até aqui.


Ademais, o que pensa sobre tudo isto? Partilhe connosco a sua opinião nos comentários em baixo.

Gosta da Leak? Contamos consigo! Siga-nos no Google Notícias. Clique aqui e depois em Seguir.

Subscreva a newsletter Leak e tenha acesso diário aos principais destaques, ofertas e descontos nos parceiros Leak. Clique aqui

Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.

mm
Nuno Miguel Oliveirahttps://www.facebook.com/theGeekDomz/
Desde muito novo que me interessei por computadores e tecnologia no geral, tive o meu primeiro PC aos 10 anos e aos 15 anos montei a minha primeira torre, desde aí nunca mais parei. Tudo o que seja tecnologia, estou na fila da frente para saber mais.

Leia também