Retro: jogue já City Connection 128K para o ZX Spectrum!

E a longa espera terminou!!!!! Depois de 35 anos, finalmente a comunidade tem acesso à versão 128K de City Connection. Lembramos que o snapshot da versão 48K há muito que estava preservado (ainda falta encontrar o .tzx – se alguém tiver a versão original, por favor permita-nos fazer a sua recuperação digital), mas a tão procurada versão maior, andava perdida.

Retro: jogue já City Connection 128K para o ZX Spectrum!

Uma dessas cassetes chegou ao JN e o João Cruz, responsável pela secção de vidoejogos (Micromania), guardou a cassete de forma impecável (mantenham-se atentos, pois ainda vsmos ter muitas novidades do João Cruz e do seu irmão, o Francisco). Isso permitiu que nos juntássemos no Museu LOAD ZX em Cantanhede no dia 29 de Janeiro, acompanhados dos criadores do jogo, e procedêssemos à sua preservação.

Já repararam certamentebque nos referimos à recuperação da versão demo. Pois, esta versão tem algumas diferenças relativas ao original. Não só a palavra DEMO encontra-se inscrita no ecrã durante o decorrer do jogo, como só temos uma vida. Mas o mais importante está lá. Os 12 níveis (a versão 48K tem apenas 8), as muitas animações e voz sintetizada, etc., etc.. Entrou então em acção o Emanuel Santos (já partilhámos alguns dos seus trabalhos, como este aqui), que de forma rápida recriou a versão original, desfazendo as armadilhas que o Manuel Lemos tinha colocado no código da versão entregue às revistas. Afinal de contas são todos amigos de longa data, quem melhor para crackar o jogo do que o Emanuel?

- Advertisement -

As diferenças desta versão 128K para a versão 48K são enormes!

E começam assim que carregamos o jogo, com uma intro de sensivelmente cinco minutos, à la Benny Hill, onde um personagem que se encontra desterrado num ilhéu, vê uma mulher e tenta alcançá-la por todos os meios (esta cena foi imortalizada no episódio do Ponto por Ponto). Escusado será dizer que não o vai conseguir, apesar de sofrer quase tantos percalços como aqueles que sofremos para recuperar a cassete. Só por este trecho e pela sua música, valeria a pena recuperar a versão 128K.

E se bem se lembram, a versão 48K tinha um menu inicial onde teríamos dois grupos de quatro locais (níveis) para escolher. A memória não permitia correr os oito locais em simultâneo. Pois com a versão 128K, não só podemos correr estes oito níveis sem ter qualquer limitação (Londres, Holanda, Índia, China, Paris, Japão, Egipto e Sidney), como ainda se lhe juntam mais quatro níveis (NYC, EUA, Ilha de Páscoa, Alemanha). Estes quatro níveis são exclusivos desta versão 128K, e, não obstante todas os outros acrescentos, é aquele que teríamos mais pena se se tivesse perdido para sempre.

Mas esta versão tem muito mais…

As animações e vocalizações estrondosas, são de encher o olho e o ouvido. Desde a moça que aparece sempre que terminamos um nível, até ao momento em que abalroamos um outro veículo e somos lançados pelos ares, para sermos apanhados por um avião e cairmos depois de para-quedas, no meio de muitos corações. Bem, nem sempre são corações, pois muito de vez em quando caem miniaturas da nossa viatura. Para que servirão? Repararam que conseguem movimentar o para-quedas? Experimentem apanhá-las… Estes são apenas alguns dos easter eggs que surgiram da mente destes três programadores Portugueses há 35 anos e que contribuem para tornar City Connection, se não o melhor, um dos melhores jogos de sempre desenvolvidos no nosso país.

Mas já falámos tanto daquilo que de novo se encontra nesta versão 128K, e ainda não falámos do jogo em si. Assim, City Connection 128K foi convertido a partir do jogo de arcada com o mesmo nome, sendo por muitos considerado como a melhor conversão, e até melhor que a versão das máquinas (é também a nossa opinião).

Assumimos então o controlo de uma viatura, sendo o objectivo percorrer por todas as estradas de cada cenário, preenchendo-as. Apenas depois de todos os caminhos estarem percorridos, poderemos passar ao nível seguinte. Os caminhos encontram-se ao longo de quatro níveis (plataformas), pelo meio aparecendo muitos obstáculos, sob a forma de carros, peões, um animal parecido com um gato que aparece nos locais mais indesejados e que não pode ser eliminado com os nossos disparos, e o obstáculo mais terrível, os picos que surgem ao final de algum tempo nas plataformas. Quando eles aparecem, só há uma coisa a fazer: passar o mais rapidamente possível para outra plataforma.

Pelo meio surgem algumas ajudas!

Assim, as latas de óleo que apanhamos servem para atingir os outros carros. Existem em número finito, mas os programadores foram generosos e podemos apanhar muitas pelo caminho. Quando atingimos as outras viaturas, podemos então abalroá-las, estas dão saborosos pontos (importante para se ganhar vidas extra), e desaparecem rapidamente. Além disso temos os balões. Sempre que apanhamos um conjunto de três, é activado o modo “warp”. Depois passamos imediatamente alguns níveis, ganhando mais alguns pontos.

Os gráficos são fabulosos, bastante coloridos, enchendo o ecrã, com os motivos afectos a cada cidade ou país perfeitamente identificáveis. A velocidade e fluidez da acção são boas, com um scroll muito bem conseguido (certamente à custa de uma pequena redução do ecrã de jogo), e o único senão é alguma sensibilidade do controlo do carro levando a que por vezes, inadvertidamente, não consigamos desviarmo-nos dos obstáculos, em especial dos gatos. Mas isso consegue-se melhorar com a experiência.

City Connection (versão 48K) já era cativante. Esta versão ainda o é mais.

É daqueles jogos que percorremos os 12 níveis, para depois os voltarmos a percorrer, sempre na ânsia de tentar bater o nosso recorde. Se ao início nos parecia um jogo difícil, neste momento, e depois de o testarmos vezes sem conta (até para verificar se estava tudo bem com esta versão), e alguma sorte, já conseguimos chegar ao fim apenas com as três vidas iniciais.

Mas não esperem mais, venham aqui descarregar este jogaço. Juntamos-lhe a versão “Demo” (convidamo-vos a chegarem ao fim apenas com uma vida), mas também a versão tal e qual como foi feita originalmente. Divirtam-se e deixem os vossos comentários aqui no blogue, pois os programadores certamente os irão ler…

Nota adicional: o programa só corre a 100% no Toastrack e +2. No +2 A e +3, algumas das funcionalidades não funcionam (menu inicial e intro).

Este jogo pode ser descarregado aqui.

Entretanto clique aqui para seguir a Leak no Google Notícias e ficar a par de todas as informações mais importantes. Pode também subscrever aqui a nossa Newsletter e receber as notícias no seu e-mail.

mm
André Leãohttp://planetasinclair.blogspot.pt/
Tive o meu primeiro computador em 1985, um TC 2048, que me iniciou na informática. Apesar de no final dos anos 80 ter definitivamente passado para os 16 bits, o bichinho do Spectrum e clones sempre ficou, até aos dias de hoje. Atualmente coleciono tudo o que tenha a ver com o Spectrum e vou estando a par das novidades deste mercado, sendo fundador do blogue Planeta Sinclair.

Especiais

Subscreva a Newsletter Leak

Não perca nenhuma informação importante! Subscreva a newsletter Leak e receba todas as notícias, destaques e outras informações importantes no seu e-mail.