Apenas dois meses separam o Sony Xperia M4 Aqua e o Sony Xperia M5, e se soubéssemos por então o que sabemos hoje, perceberíamos já nas características do M5 um conjunto de novidades que indiciavam a concentração do portefólio da Sony que se consuma agora na diversidade da gama Xperia X. O Xperia M5 acaba por isso por ser um smartphone muito mais polivalente que os M ou C que o antecederam.

A Leak vai passar algum tempo com o Sony Xperia M5 para lhe tomar o pulso, mas se está a considerar adquirir um smartphone gama média, eis cinco características importantes que distinguem o Sony Xperia M5.

MediaTek vs Qualcomm

A gama Xperia M tem recorrido unicamente a chips Qualcomm (Snapdragon 400 para o M2 e Snapdragon 615 para o M4 Aqua), mas para o Xperia M5, a Sony optou pelo potente MediaTek Helio X10, um octa-core de 64 bits até 2000GHz, portanto apreciavelmente mais rápido que o Snapdragon 615 até 1500GHz do M4 Aqua.

O MediaTek Helio X10 mostrou performance superior em diversos benchmarks aquando do seu lançamento, com capacidades a aproximarem-no do flagship de 2015, o Snapdragon 810. Se juntarmos a isto 3GB de RAM, o Xperia M5 tem uma performance significativamente superior aos restantes gama média da Sony, como o M4 Aqua ou o Sony Xperia C5 Ultra.

Ecrã FHD amplamente melhorado

Por comparação ao seu antecessor, o Xperia M5 mantém o ecrã de 5 polegadas, mas substitui a resolução meramente aceitável do M4 Aqua por um ecrã FHD com resolução de 1080×1920 pixeis. São 441 pixeis por polegada, que garantem uma resolução muito superior de detalhes e conteúdos multimédia, num ecrã luminoso e com bom contraste.

O ecrã Sony Xperia M5 é igualmente favorecido pelo Sony Mobile Bravia Engine 2, um processador de imagem que procura dar mais nitidez e detalhe aos conteúdos no ecrã. A verdade é que o aumento de resolução face ao M4 Aqua será muito fácil de notar nos pormenores.

Câmaras de elevada resolução

No caso dos Xperia C5 e Xperia M4 Aqua, as câmaras eram interessantes, mas pouco impressionantes. O Xperia M5 muda por completo o jogo, aumentando a resolução da câmara principal para 21MP, idêntica à do Xperia Z3, com foco híbrido (contraste e detecção de fases) que garante foco mais rápido e exacto. A câmara não traz apenas maior resolução: o vídeo passa de FHD para 4K, um dos poucos telemóveis capazes de filmar nesta resolução, nesta gama de preço.

A tecnologia Clear Image Zoom também está a bordo. Geralmente, o zoom digital – por oposição ao óptico – acarreta uma inegável perda de qualidade da imagem. Efectivamente, porque o zoom digital não passa da utilização de uma área de pixeis menor, ampliada para o tamanho total do sensor. Mas esta tecnologia da Sony utiliza a análise das texturas em cada pixel para introduzir padrões e texturas, criando imagens que conseguem manter a maior parte do detalhe da imagem normal do sensor. O lado negativo é que só funciona até 2x zoom, mas garante qualidade bastante razoável.

A câmara está igualmente equipada com estabilização digital de imagem, que deverá permitir obter imagens mais nítidas sem desfocagem induzida por tremores.

A grande surpresa, no entanto, está na câmara frontal que passa para 13MP, um valor entre os melhores do mercado, tornando o Xperia M5 verdadeiramente interessante para os amantes de selfies. Não tem o flash do Xperia C5 e isso é uma pena.

Protecção contra água e poeira

Apesar de não possuir o sufixo “Aqua”, o Sony Xperia M5 tem protecção contra poeira e água com homologação IP68. Isto significará uma maior taxa de sobrevivência quando andamos de smartphone à chuva ou apanhamos com poeira durante uma ida à praia. O Xperia M5 deverá sobreviver facilmente a uma queda momentânea no lavatório ou na banheira, mas não aconselharíamos a testes muito corajosos, porque detergentes e produtos de limpeza podem alterar a tensão de superfície dos materiais e prejudicar a protecção contra a entrada de água.

Por isso não recomendaríamos de todo passar o Xperia M5 pela torneira para limpar sujidade, mas um pano húmido não fará qualquer mal. Entretanto, esta é uma característica que está geralmente reservada aos smartphones premium, por vezes nem a esses, mas sabemos bem como atender o telemóvel à chuva pode causar problemas irreparáveis no dispositivo.

Botões externos completos

É algo que a Sony deve receber algum mérito por fazer: os comandos externos não se reduzem aos botões de bloqueio e volume, mas incluem igualmente o obturador da câmara. A questão não se prende apenas com maior conforto na utilização da câmara – que existe – mas igualmente com maior maleabilidade para activar a câmara e sacar umas chapas no momento certo.

 

Acompanhe ao minuto as últimas noticias de tecnologia. Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.