Cientistas descobrem sinais de rádio misteriosos no espaço


Por em

Olhar para o espaço com um telescópio de alta potência pode dar origem a algumas descobertas bastante interessantes. Os cientistas descobrem regularmente a presença de mundos distantes a olharem para as estrelas e a esperarem que os planetas passem na frente delas. Tudo isto tem feito com que os telescópios como o Hubble capturem imagens impressionantes ao longo de décadas. De facto é muito bom existirem estes olhos de alta potência. Mas e os ouvidos?

Uma das coisas mais misteriosas ouvidas no espaço é um fenómeno chamado Fast Radio Burst. Os FRBs são explosões absurdamente poderosas de energia que parecem surgir do nada. No entanto, os astrónomos ouvem-nas com tanta regularidade que deve haver uma explicação. Agora, uma das fontes de sinal mais ativas dessas ondas de rádios bizarras foi analisada mais de perto e é ainda mais ativa do que se pensava.

O FRB 121102 é o local no espaço que está a produzir FRBs a uma taxa constante. As explosões, que duram apenas uma fração de segundo cada, são impossíveis de prever, mas como esse local particular no universo já produziu tantas no passado, é fácil para os astrónomos suporem que em breve existirão mais. A maioria dos FRBs são explosões únicas que atingem a Terra e nunca voltam a ser ouvidas. O FRB 121102 é diferente porque continua a libertar energia em intervalos totalmente aleatórios.

Numa nova investigação conduzida pelo projeto Breakthrough Listen, da Universidade da Califórnia, em Berkeley, os cientistas examinaram todos os dados dessa FRB específica e descobriram algumas informações interessantes. Na prática descobriram 72 novo sinais de rádio. isto foi possível graças a um sistema de inteligência artificial que analisou a informação.

Quanto ao que realmente está a causar essas explosões, ninguém sabe ao certo. Acredita-se que o local de onde os sinais são originários esteja a uma distância de 3 mil milhões de anos-luz, o que torna incrivelmente difícil novos estudos. Algumas teorias – como buracos negros a destruirem estrelas ou até mesmo vida extraterrestre – não vão deixar de ser teorias nos próximos anos.

Leia também

Ou veja mais notícias de Ciência, Fora da Caixa

Acompanhe ao minuto as últimas noticias de tecnologia. Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.
Etiquetas
Anterior

Presidente da Honor confirma o primeiro smartphone 5G em 2019

Galaxy Note 10 – Nome de código ‘Da Vinci’! Será uma obra prima?

Seguinte