70% das ameaças citadas pela Google no seu relatório de segurança sobre o Android foram descobertas pela Check Point

3550
1
Share:

A Check Point descobriu 70% de todas as ameaças citadas pela Google no seu relatório de segurança sobre o Android.

Esta análise explica os esforços realizados pela multinacional no sentido de melhorar a segurança dos seus utilizadores e lutar contra as ondas massivas de malware. Para tal, a Google começou a trabalhar este ano em conjunto com vários fabricantes de soluções de segurança. O objetivo: acabar com os ataques que afetam smartphones e tablets Android, missão em que a Check Point tem tido um papel fundamental.

No relatório são citados como exemplo diferentes ameaças descobertas pela Check Point, tanto dentro como fora do Google Play. Alguns dos software maliciosos mencionados são o Clicker, descoberto em janeiro de 2016 na loja oficial do Android; o HummingBad, identificado pela primeira vez um mês depois e que infetou um grande número de terminais durante todo o ano; o DressCode, que surgiu em agosto de 2016, e o Gooligan, todos eles identificados pela Check Point durante 2016. Estas quatro famílias representam as campanhas móveis mais inovadoras, sofisticadas e de maior alcance, e infetaram mais de 20 milhões de dispositivos Android durante o ano passado. No que se refere às vulnerabilidades, a Google destacou o QuadRooter, descoberto pelos investigadores da Check Point e relevado na conferência Black Hat em agosto de 2016.

A razão pela qual a Check Point figura de forma tão destacada neste relatório prende-se diretamente com a aposta da companhia em reunir a melhor equipa de investigadores e engenheiros de segurança móvel. Além disso, todas as licenças instaladas nos seus 850 clientes empresariais do Mobile Threat Prevention e as 200.000 gateways de rede partilham inteligência sobre aplicações maliciosas e ameaças móveis. Todos estes ingredientes, combinados com tecnologias de vanguarda, serviram para revelar mais de 15 novas variantes de software malicioso e vulnerabilidades de dia zero só no último ano, mais do que qualquer outro fabricante de segurança.

À medida que o malware móvel continua a evoluir e a expandir-se, só as melhores soluções de segurança, apoiadas pela melhor equipa de investigação, podem proteger o crescente número de colaboradores das empresas com dispositivos móveis e manter-se um passo à frente dos cibercriminosos. A prevenção de ameaças móveis da Check Point é hoje a melhor solução do mercado, proporcionando continuamente a melhor taxa de deteção, tanto em testes de laboratório como em campo. A Check Point continuará a investir na melhor investigação de segurança no futuro e a liderar a luta contra o malware móvel na indústria.

Share:
Patricia Fonseca

Dê a sua opinião