A bateria dos smartphones está a ficar pior ano após ano


Por em

Bateria dos Smartphones – Os smartphones estão cada vez mais rápidos, inteligentes e poderosos! Muito devido aos SoCs de 7nm, as suas NPUs dedicadas e restantes novas tecnologias na RAM e armazenamento.

No entanto, existe um problema bastante grave no horizonte!

Apesar de termos várias inovações em várias vertentes, a bateria continua a ser um componente com pouca evolução! O que aparentemente começa a afetar a autonomia dos aparelhos de forma negativa.



De acordo com vários testes feitos, a bateria dos telemóveis está a ficar pior de ano para ano… Mas não são só os telemóveis da Apple, visto que os Android não se portam muito melhor.

bateria dos smartphones

Segundo os resultados dos testes, a maioria dos telemóveis lançados em 2018, oferecem menos autonomia por carga, em relação aos seus antecessores!

Por exemplo, o Google Pixel 3 ‘morre’ uma hora e meia antes do Pixel 2. Já o iPhone XS dura menos 21 minutos do que o iPhone X do ano passado… A única excepção é o iPhone XR, que oferece uma autonomia significativamente maior. (Devido ao número muito reduzido de píxeis que precisa de ‘alimentar’, em relação aos rivais claro está.)

No fundo, enquanto que o iPhone XS e iPhone XS Max possuem ecrãs OLED, o aumento de píxeis não contribui para uma melhoria na autonomia da bateria.

bateria dos smartphones

Curiosamente, os telemóveis lançados este ano, contam com uma bateria significativamente maior que os seus antecessores… Mas a bateria piorou substancialmente!

Por exemplo, o iPhone XS Max, que tem a maior bateria de sempre de um smartphone Apple… Tem menos autonomia que o iPhone 8 Plus.

Em paralelo, é um resultado que também contradiz o que a Apple anunciou no evento de lançamento do iPhone XS! Ao dizer que o XS tinha maior autonomia que o modelo do ano passado. Infelizmente, ainda não existe um teste ‘standardizado’ para as baterias dos smartphones…

Por isso, é complicado vir a público dizer que a Apple ou qualquer outra fabricante Android ‘enganou’ os consumidores com estas afirmações.

Aparentemente, as baterias de iões de lítio usadas na maioria dos smartphones, chegaram a um ponto de inflexão…

Em suma, embora as baterias melhorem cerca de 5% ao ano. O consumo de energia está a crescer a um ritmo significativamente maior! O que não deverá melhorar com a chegada das redes 5G já no próximo ano. Porque o consumo de energia irá aumentar bastante devido ao aumento de antenas nos smartphones.



É verdade que a Apple e as várias fabricantes Android como a Samsung e a Huawei, trabalham imenso nas otimizações de energia. No entanto, parece que os esforços não estão a dar vazão ao crescente consumo dos mais recentes aparelhos.

Dito tudo isto, se quiser contar com a melhor autonomia do mercado, o iPhone XR é o que melhor se porta no lado do iOS. Similarmente,  no lado do Android pode contar com o Huawei Mate 20 Pro, ou com o Samsung Galaxy Note 9.

Leia também

Ou veja mais notícias de Especiais

Acompanhe ao minuto as últimas noticias de tecnologia. Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.

7 comentários em “A bateria dos smartphones está a ficar pior ano após ano”

  1. Seria um excelente artigo para uma proxima.
    Gamas médias, médias altas e flagships.
    Desde 2016 até agora. Neste momento topos de gama de há 2 anos estão a preço de gama média. Por exemplo Galaxy s7 Edge, LG V30, mate 10 pro.
    Na ultilizacao diária real, compensa um topo de gama deste ano, ou optar por gama média até 400 euros?
    Flagships do ano anterior ou mesmo 2016 correm Android Oreo, teem fast charge e wriless charging, construção em vidro, além de câmaras ainda de referência, displays 2k e FHD com qualidade excelente, áudio excelente etc. Mas o grande calcanhar de aquiles, a bateria?
    Será melhor topos de 2016/2017 que agora andam em cerca de 400 euros, gamas médias já com construção premium e câmeras com AI? Ou só mesmo um flagship atual consegue o equilíbrio e a qualidade que um telemóvel deveria ter em todas as situações?
    Gostaria de uma análise assim, faz pensar e chegariam a muitas conclusões muitos consumidores indecisos. Obrigada

  2. Olá Pedro,

    Sem dúvida que é uma excelente ideia para um artigo, e prometo que o irei fazer!

    Mas tenho que corrigir uma coisa… O Mate 10 Pro foi lançado no ano passado e não em 2016 😛

  3. Este artigo está muito fraco, generaliza um mercado com base em 2 excepções, enganando quem o lê. Se no caso dos iPhones isto é evidente porque a Apple não consegui pôr uma bateria maior, já no caso dos pixeis é devido à mudança do tamanho do ecrã, passou a ser maior, e o resto das marcas?

  4. Parece que a Samsung está pra vir com baterias de grafeno em 2019/20, segundo o prometido deve melhorar a capacidade em 50%, velocidade de recarga em 5x, e parece que tbm suportaram mais ciclos de carga, e n tem risco de explodir. Logo outras fabricantes tbm devem surgir com essa técnica, e em poucos anos deve se tornar padrão da indústria

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.